Notícias Adventistas

Hospital Adventista de Belém celebra 61 anos de história

Durante as comemorações foram inaugurados novo refeitório e nova UTI.

30 de abril de 2014
As comemorações contaram com batismos e inaugurações.

As comemorações contaram com batismos e inaugurações.

Belém, PA… [ASN] Foi para levar alívio ao sofrimento dos ribeirinhos da Amazônia que os pioneiros do Hospital Adventista de Belém trabalharam. Este ano, a história que teve um começo humilde em uma lancha, depois em uma pequena clínica e posteriormente em um hospital, completa 61 anos. Uma jornada de esperança que foi comemorada em uma celebração marcada por batismos e inaugurações.

O evento aconteceu no dia 10 de abril, no auditório Irineu Stabenow com a presença de colaboradores e administradores do HAB, além dos líderes da Associação Norte do Pará e da União Norte Brasileira. “O Hospital tem uma missão que é levar saúde e esperança para as pessoas. E esse foco não muda, a missão continua plena, a mesma de 61 anos atrás”, declarou Jackson Freire, diretor administrativo do hospital.

As comemorações iniciaram com uma semana de oração que abordou o tema “Uma jornada de Esperança”. A semana teve como orador o pastor Nelson José, ministerial da União Norte Brasileira, que levou as pessoas a meditar no sacrifício de Jesus. O batismo de duas técnicas de enfermagem do hospital evidenciou a sua missão. Foi no ambiente de trabalho que elas encontraram a verdadeira esperança. Segundo pastor Leonino Santiago, presidente da mantenedora do HAB, a União Norte Brasileira, o trabalho realizado pelo HAB confirma a importância da obra medico-missionária na região. “Essa é a maior obra missionária, por isso com as conquistas dos 61 anos, ganha o hospital, a comunidade e a igreja”, afirmou.

Durante a celebração foi inaugurado o novo refeitório do HAB, com capacidade para 160 pessoas. O refeitório possui um conceito moderno que inclui área de descanso e lazer. Para Wladmir Beck, que atua há quatro anos no HAB, o hospital surpreende pelos constantes investimentos. “O hospital é um vovô de 61 anos, mas segue cada vez mais inovador”, avaliou.

Um novo Centro de Terapias Intensivas também foi inaugurado. Inicialmente nove de um total de 27 leitos completamente modernos com o melhor em equipamentos e comodidade. “Aqui teremos o diferencial de ter leitos individualizados onde valorizamos a humanização dos pacientes e o que há de mais moderno em monitorização, hemodinâmica e ventilação mecânica, para atender mais e melhor aos pacientes mais graves que chegam ao hospital”, explicou o doutor Edgar Sobrinho, gerente médico do HAB.

Segundo o doutor Markus Barcellos, diretor médico do HAB, as atuais conquistas são resultado do trabalho realizado pelos administradores e funcionários que já passaram pela instituição. “Todos que passaram por aqui deixaram bons frutos que atualmente estamos colhendo. Nós queremos que Deus coloque aqui os seus anjos para que essa UTI possa prolongar a vida e a felicidade de muitas pessoas”, concluiu. [Equipe ASN – Alínic Teles / Foto: Iago Alonso]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox