Notícias Adventistas

Evangelismo feminino terá mais de 200 pontos no sul do RJ

207 mulheres já confirmaram participação no evangelismo público feminino no sul do RJ.


  • Share:
Evangelismo feminino

Sara Lima fala aos pastores da ARS a motivar mulheres no desafio do evangelismo público. (Fotos: Fabiana Lopes e Pedro Salibi)

Somam 207 mulheres confirmadas para o evangelismo público feminino que acontecerá entre os dias 31 de maio a 7 de junho, em praticamente todos os distritos do sul do estado do Rio de Janeiro.

No último concílio de pastores da Associação Rio Sul que aconteceu no dia 6 de maio, Sara Lima que é responsável pelos Departamentos da Mulher e Área Feminina Ministerial (AFAM) para os estados do Rio, Minas e Espírito Santo, esteve presente e fez o convite aos pastores a motivar as mulheres de seus distritos a participar nesta grande ação evangelística.

Tudo começou em 2013, quando 41 mulheres aceitaram o desafio de realizar ou organizar um evangelismo público. Muitas arregaçaram as mangas e enfrentaram de frente o desafio, pregando a cada noite. ‘As mulheres têm múltiplas funções: mães, donas de casa, profissionais, esposas e tantas outras atribuições. Mas a despeito do tempo corrido que cada uma leva, elas conseguem se entregar neste projeto e sentem-se as mais privilegiadas por isso’, comenta Sara Lima.

Evangelismo público

Sueli Conceição (ao centro) vai realizar seu primeiro evangelismo público.

Débora Rodrigues é a líder do Departamento da Mulher e Área Feminina Ministerial (AFAM) para o sul do estado do Rio e convidou Sueli Silva Conceição para contar sua experiência aos pastores. A despeito de sua timidez, ela já está ministrando mais de 15 estudos bíblicos com amigos e vizinhos e se prepara para fazer seu primeiro evangelismo público em Nova Jerssey, no bairro de Paciência. ‘Sempre fui muito tímida, mas diante do chamado divino não tive como dizer não. Não me achava pronta para realizar algo assim, pois antes eu não tinha coragem nem mesmo de cumprimentar meus vizinhos. Mas hoje estou dando estudos, é um milagre de Deus na minha vida’, comenta Sueli.

O envolvimento das mulheres neste projeto vai resultar no fortalecimento da fé e espiritualidade, comenta Débora Rodrigues. ‘Nosso objetivo é o envolvimento delas na pregação. Não é um trabalho simples, dentro de um programa evangelístico são muitos detalhes e o mais difícil de todos é a pregação. Estas mulheres são voluntárias e todas nós temos nossas limitações, mas o importante é colocar-se nas mãos de Deus e deixar ser usadas por Ele. O grande desafio inclui falar aos interessados, pois não é um programa para membros da igreja, mas para pessoas que estão se preparando para tomar a decisão do batismo’, conclui.

Leia também: Treinamento reúne mais de mil mulheres no sul do RJ

A evangelista Maiza Ribeiro, que administra uma escola de profetas em Pernambuco, motivou as mulheres a envolver-se cada vez mais com a missão da pregação. Ela deixou uma mensagem a cada participante, confira:

[Equipe ASN, Fabiana Lopes]