Notícias Adventistas

Evangelismo das Primícias movimenta o mês de janeiro

18 de janeiro de 2016
Galpões, tendas e igrejas são alguns dos lugares onde acontece o Evangelismo das Primícias.

Galpões, centros comunitários e igrejas são alguns dos lugares onde acontece o Evangelismo das Primícias.

Janeiro para muitos é sinônimo de férias e descanso. Para o estudante Elias Ferreira, o primeiro mês do ano é sinônimo de evangelismo. Elias cresceu em Medicilândia e atualmente cursa o terceiro ano de Medicina na Universidad Nacional Ecologica (UNE) na Bolívia. Todo ano vem visitar os familiares em Medicilândia, PA, e aproveita para participar do Evangelismo das Primícias que acontece neste mês. Em 2016, em todo o território dos estados do Pará, Amapá e Maranhão, 1789 pontos de pregação incluindo casas, salões, sedes comunitárias e igrejas estarão abertos todas as noites oferecendo palestras sobre saúde, relacionamento familiar e, é claro, a Bíblia.

A série evangelística presta serviço à comunidade em diversas áreas. Além das palestras feitas à noite, são realizadas visitas domiciliares entregando estudos bíblicos, feiras de saúde onde os pacientes recebem atendimento médico, psicológico, jurídico, e até massagens grátis. O objetivo é realizar programações que alcancem todas as faixas etárias. Para a juventude também há muitas atividades sociais como piqueniques e Clube de Desbravadores.

AsI5X7yJSnDOvODj-DqP9tDv7FKSth3-6uafk3Iz8k0U

Tendas em locais distantes também são montadas para receber a comunidade.

Elias já realizou mais de dezoito séries evangelísticas e incentiva a outros estudantes brasileiros a realizarem o mesmo. “Na Bolívia sou ancião de uma igreja de universitários. Sempre motivamos nossos membros a voltar para o Brasil e fazer o mesmo”, conta. Para ele, a rotina não pode ser empecilho para a pregação do evangelho. “Sei que é cansativo, mas gosto de dedicar minhas férias para Deus”, afirma.

A partir do mês de dezembro, vigílias, serenatas e outras atividades foram sugeridas para que as igrejas realizassem com a comunidade. O pastor Alexandre Galvão, líder de Evangelismo no Oeste do Pará, explica que essa preparação e envolvimento prévio é fundamental para o sucesso das séries evangelísticas. O processo pós-evangelismo também é de extrema importância para o novo fiel. Sendo assim, logo após as Primícias, iniciará o projeto Segunda Milha onde um evangelista formará uma dupla missionária com o recém batizado para evangelizar a outros. “O novo converso vai reforçar o que ele aprendeu nas palestras, evangelizando a própria família”, explica Galvão.

O pastor Mitchel Urbano, líder de evangelismo para a região, explica que 95% dos palestrantes são evangelistas voluntários previamente treinados em dezembro de 2015. “Os líderes de Evangelismo em conjunto com os pastores capacitam aqueles irmãos evangelistas voluntários que irão dirigir cada ponto das Primícias. Materiais são distribuídos e lindos testemunhos servem de inspiração e incentivo para o cumprimento da missão”, conta. O pastor também incentiva para que não só aqueles que tem o dom de falar em público se envolvam na programação. Para que projetos como esse obtenham sucesso, é necessária a colaboração de todos. “Alguns podem fazer um pão gostoso que irá ser sorteado na palestra, outros podem dar aulas gratuita de algum instrumento ou idioma. Ou também apenas entregando um convite ou organizando uma fila na feira de saúde. Cada um tem o privilégio de ajudar a levar os primeiros frutos de 2016 aos pés de Cristo”, ressalta. [Equipe ASN, Pâmela Meireles]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox