Notícias Adventistas

Especial semana das mães – Amor que vai além das palavras

Deficiência auditiva não impediu comunicação entre mãe e filha

7 de maio de 2014

especial-semana-das-maes

Luísa Burigatto (d) com a filha Larissa (e). Comunicação entre as duas é silenciosa mas eficiente

Luísa Burigatto (d) com a filha Larissa (e). Comunicação entre as duas é silenciosa mas eficiente

São José do Rio Preto, SP [ASN]… Luísa Burigatto sempre sonhou em ter uma filha para ser sua companheira de desafios. Imaginava que poderiam bater papo até tarde da noite, conversar sobre os assuntos da vida e assistir um filme juntas. O pai sonhava em cantar duetos com a filha. Esse sonho se realizou em 1993, quando nasceu Larissa Burigatto. Com ela, surgiu uma infinidade de planos a serem realizados.

Mas quando a pequena garotinha tinha pouco mais de um ano de idade, um diagnóstico fez com que os sonhos mudassem de direção: Larissa tinha surdez profunda. A agenda ficou lotada com fonoaudiólogas, natação e aulas em colégios especializados. Na luta em buscar uma escola que pudessem atender Larissa, a menina chegou a ter que acordar às 5h da manhã para estudar. “Ela nunca reclamou de nada. Se tem uma coisa que aprendemos com ela é ter força de vontade e perseverança”, comenta o pai, David Burigatto.

Esforço em família

Luísa descobriu que para se comunicar com a filha seria preciso muito mais do que palavras. Realizou o sonho de outra forma. Frequentou, com a família toda, um curso de libras. “Nunca duvidei que a Larissa pudesse ter um futuro brilhante. Sempre me esforcei o máximo para que ela pudesse ser feliz e ter uma vida tranquila”, garante a mãe, que para atender a menina deixou o trabalho até a filha completar 11 anos de idade.

O pai ressalta que a menina é independente. Até andar de ônibus sozinha não é problema para Larissa, mesmo porque durante o período do Ensino Fundamental ela e outros colegas precisavam ir para uma cidade vizinha de transporte coletivo. “Uma vez quando pequena, com uns 5 anos de idade, nós perdemos a Larissa de vista no supermercado. Ficamos preocupados e em pouco tempo ouvimos o funcionário anunciando para buscarmos nossa filha no balcão. Ela tinha escrito nosso nome no papel e queria que comprássemos um brinquedo para ela”, lembra David.

Mesmo com as dificuldades, Luísa nunca desanimou da filha que está noiva e este ano concluirá o curso de Pedagogia

Mesmo com as dificuldades, Luísa nunca desanimou da filha que está noiva e este ano concluirá o curso de Pedagogia

Confiança no potencial

A força de vontade de Larissa fez com que a deficiência auditiva não fosse problema. A menina ainda contou com a ajuda de intérpretes de língua de sinais na escola. Mérito do esforço dos pais, que conseguiram o auxílio para que ela pudesse aprender mais ainda do conteúdo. “Ela nunca desistiu ou desanimou de enfrentar os desafios da vida. Muitas vezes ela que nos deu força”, garante a mãe. Os pais contam que ficam chateados quando percebem outras crianças que não tiveram oportunidade para se desenvolver, muitas vezes porque a própria família não acredita que o filho possa chegar tão longe.

O esforço valeu a pena. Larissa já concluiu dois cursos no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), onde atualmente trabalha como menor aprendiz. Não obstante, este ano ela conclui a faculdade de Pedagogia e já está noiva. “Sempre tentamos incentivar ela a estudar e motivá-la para que ela entendesse que poderia sempre contar com a família para o que precisasse”, aponta Luísa. A mãe ainda garante que nunca parou de sonhar, o que mudou foram apenas os sonhos que tinha para Larissa e que, hoje, fica feliz de ver como tudo valeu a pena. [Equipe ASN, Suellen Timm]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox