Notícias Adventistas

Escola de evangelistas reúne 70 voluntários

22 de agosto de 2014

 

Evangelistas recebendo treinamento

Evangelistas recebendo treinamento

São Paulo, SP… [ASN] Um projeto da Igreja Adventista do Sétimo Dia para toda a América do Sul. Esta é a Escola de Evangelista Voluntários, que a Associação Paulistana (AP) incorporou e já realiza há três anos. O evento – que sempre foi realizado no Centro de Treinamento de Cotia – no domingo, dia 17 de agosto, aconteceu no auditório da nova sede da AP.

No passado foram reunidos mais de 300 evangelistas de todo o campo, que receberam treinamento. Depois a escola foi fragmentada em regiões. A equipe de evangelismo ia em cada região e apresentava aulas específicas sobre Evangelismo Público, Plantação de Igreja e aulas sobre a evangelização como um todo. No ano passado foi criado o projeto “ Os 70 evangelistas da Paulistana”. Houve uma seleção de todos os evangelistas do campo e foram escolhidos aqueles que já tinham experiência de organizar ou pregar em uma série de conferências. Foram esses que participaram do encontro do dia 17.

“O que nós estamos fazendo aqui hoje é uma reunião com os 70 evangelistas do campo inteiro. Temos aqui evangelistas do litoral, do ABC, do Centro de São Paulo e também do interior. São homens e mulheres já com uma certa experiência na pregação”, afirma Cirilo Gonçalves, evangelista da Associação Paulistana.

Os evangelista receberam aulas sobre a organização de uma conferência ligada à questão da pregação pública e conteúdos sobre evangelização. O encontro aconteceu durante todo o dia.

Para o evangelista Edenilton Santos de Oliveira, da Igreja de Vicente de Carvalho, no Guarujá, afirma que tem aprendido muito com a escola. “Nós aprendemos sobre a missão que Deus nos dá. É o Espírito Santo que nos qualifica para o trabalho e nos dá o estímulo por intermédio da sua palavra. É muito bom evangelizar e ver o desejo das pessoas se batizando”, diz um dos 70 evangelistas voluntários da AP.

De acordo com a obreira bíblica Solange Pereira de Araujo, da Igreja de Jóquei Clube, em São Vicente, a escola é uma motivação para o trabalho que ela realiza. “Uma forma de levar pessoas aos pés de Cristo de uma forma mais eficaz”, diz.[Equipe ASN, Isadora Schmitt]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox