Notícias Adventistas

Entrevista: Débora Siqueira e o voluntariado na América do Sul

Diretora do Serviço Voluntário Adventista explica perfil do missionário brasileiro

16 de setembro de 2015

i-will-go-thumb-2Engenheiro Coelho, SP… [ASN] O envio de missionários remonta aos primórdios da história da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Foi o missionário alemão Alberto B. Stauffer, a primeira pessoa a desembarcar em São Paulo com o intuito de trazer o evangelho em 1893. Mais tarde em 1894, W. H. Thurson acompanhado da esposa chegaram no Rio de Janeiro para dar continuidade no processo de evangelização do Brasil. Foram eles que fundaram a Igreja Adventista no país. Atualmente, os Estados Unidos e os países europeus deixaram de enviar missionários como outrora e o Brasil assumiu esse posto de enviar missionários para darem os primeiros passos da organização adventista em países da Ásia, Oriente Médio e África.

A entrevista a seguir foi feita com a Debora Siqueira, Diretora do Serviço Voluntário Adventista, que tem como principal objetivo auxiliar a Igreja na proclamação do evangelho em qualquer tempo e em qualquer lugar.

[Agência Sul-Americana de Notícias] Qual a influência dos missionários para o crescimento da igreja atualmente?

[Débora Siqueira] Os missionários sempre tiveram influência fundamental para o crescimento da Igreja, pois eles podem levar as boas novas da salvação a lugares ainda não alcançados, expandindo o alcance do evangelho. Na América do Sul, em particular, o crescimento do envio de missionários tem sido significativo, contribuindo de maneira relevante para a missão mundial.

[ASN] Quais obstáculos enfrentamos para dar os primeiros passos da organização Adventista em países como a Ásia, Oriente Médio e África?

[D.S.] Creio que de modo geral, nessas regiões do mundo pode haver alguns obstáculos, pois a religião predominante não é cristã, a língua é bem diferente da nossa e os aspectos culturais são bem distintos.

[ASN] Quais áreas são consideradas prioritárias pela Igreja no envio de
voluntários?

[D.S.] As prioridades das áreas são estabelecidas pelas instituições que recebem o voluntário. Algumas necessitam de professores, outras de comunicadores e multimídia, outras de voluntários para a área de saúde ou evangelismo, e assim por diante. Há diversidade nas posições solicitadas.

[ASN] Qual área de atuação é a mais carente de voluntários?
[D.S.] Atualmente há projetos de voluntariado em diversas áreas e creio que não há alguma em especial mais carente que outras, pelo menos na América do Sul.

[ASN] Qual normalmente é o perfil do missionário brasileiro?
[D.S.] A maioria dos nossos missionários voluntários são jovens universitários ou recém-graduados, de ambos os sexos, que buscam uma oportunidade de dedicar um ano de sua vida em serviço a uma organização adventista fora do seu país. Gostam de conhecer novas culturas e línguas, fazer novas amizades e são comprometidos com a Igreja.

[ASN] Quais as vantagens de se tornar um voluntário?
[D.S.] O voluntariado proporciona a oportunidade de uma pessoa se desenvolver espiritual e profissionalmente, praticar suas habilidades e descobrir outras, fazer novas amizades, conhecer novos lugares e culturas, aprender a ser mais paciente, tolerante e flexível. O missionário voluntário tem a oportunidade de dedicar seus talentos na missão da Igreja, resultando em um maior compromisso com essa missão.

[ASN] Quais passos devem seguir quem deseja se tornar um voluntário e como escolher a melhor área de atuação para o voluntariado?
Há na página do Serviço Voluntário Adventista uma descrição de quatro passos em quatro vídeos curtos (acesse aqui). Procuramos explicar o processo, direcionando depois a pessoa para o site mundial do Serviço Voluntário Adventista, que está em inglês. Para escolher o projeto, é importante que o interessado analise as qualificações que estão solicitando, as tarefas que deve desempenhar, as datas do projeto, o local, ver o preço das passagens e a parte financeira. Geralmente o voluntário paga a sua passagem e as despesas de visto, e a instituição anfitriã oferece alojamento, alimentação, seguro emergencial de saúde e uma pequena mesada.

[ASN] Qual mensagem você deixa para quem deseja ser um missionário voluntário?
[D.S.] Se você tem o desejo de ser um missionário voluntário, não deixe de participar do programa do Serviço Voluntário Adventista e enriquecer a sua vida em muitos aspectos. Você será um instrumento nas mãos de Deus e Ele atuará por você através dos seus talentos e serviço. [Equipe ASN, Letícia Trindade]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox