Notícias Adventistas

Encontro de Mordomia e Tesouraria termina com uma festa no céu

O evento foi acompanhado por tesoureiros das uniões e instituições da DSA para que seja reproduzido em outras regiões

10 de março de 2014

encontro-tesouraria-mordomia-aesQuinze pessoas já foram batizadas por causa do trabalho missionário feito por João Nunes, tesoureiro de Águia Branca/ES. Há 31 anos ele administra os dízimos e ofertas da igreja, mas em 2011 começou a concorrer ao prêmio Tesoureiro Nota Mil, da Associação Espírito Santense. “O tesoureiro não trabalha com números, mas com pessoas, para fazer o trabalho e muitas pessoas alcancem a salvação”, afirma, lembrando que seis pessoas estão concluindo os estudos bíblicos com ele, atualmente.
Assim como João, todos os tesoureiros e diretores de Mordomia da AES estão sendo motivados a se envolverem diretamente na missão. O encontro destes líderes, realizado no sábado, dia 8 de março, servirá de modelo para outras regiões, já que foi acompanhado pelos tesoureiros das uniões e instituições da América do Sul.
A tesoureira nota mil de 2013 é a Luciana Gomes, que desceu tremendo do palco. Aliás, cerca de 90% dos premiados foram mulheres, o que mostra o aumento da participação feminina na administração das finanças. “Em 2014 quero levar 6 pessoas para Jesus”, salienta Luciana, que dobra a meta para este ano na igreja do Balneário Carapebus.
“Não se tem palestras técnicas neste evento, e este é o diferencial que queremos ver multiplicado em outras regiões”, salientou o pastor Marlon Lopes, tesoureiro da Divisão Sul Americana e um dos palestrantes convidados.
Todas as igrejas participam da premiação, mesmo as mais distantes. É o que comprova a presença da tesoureira Andréia Rosa de Souza, do grupo de Serra Taquari, na região de Mantenópolis/ES. Para cumprir os prazos de envio de relatórios e remessas ela viaja 30 minutos de ônibus, que passa três vezes ao dia no vilarejo. “Ainda não temos internet na região e por isso não dá pra informatizar nosso sistema, mas vou cumprir os outros requisitos para também participar do prêmio”, diz, motivada. “Eu vi o Antônio, de Cedrolândia, ser premiado e ele também não é de igreja grande, e por isso quero também fazer”, conclui.
O pastor Davi Contri, tesoureiro da União Sul Brasileira, acredita que o novo modelo é possível de ser aplicado em outras localidades. Para Henry Soares, da União Uruguaia, os testemunhos apresentados e a visão da cerimônia batismal com cerca de 40 pessoas serviu para comprovar que estes programas devem ser realizados também em seu país.
O evento foi encerrado com um programa surpresa, chamado Festa no Céu, onde todos os participantes foram vestidos de anjos e receberam coroa, para participar de um programa emocionante e inspirador. Ainda na cadeira de rodas, George que foi batizado pela manhã, sorriu ao ouvir de um tesoureiro que na festa real no céu, ele entrará andando.

Veja fotos em www.facebook.com/aesvitoria

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox