Notícias Adventistas

Culto Jovem chama atenção de vizinhos no Rio

Culto Jovem feito na rua chama atenção de vizinhos que recebem livro missionário, oração e sorrisos.

4 de abril de 2014
Louvorzão lote 14

Vizinhos recebem brindes, livro missionário, oração e sorrisos

A segunda edição do projeto evangelístico dos Jovens Adventistas conhecido como ‘Louvorzão’ aconteceu no último sábado, 29, na Igreja Adventista do Lote 14, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio. O Culto Jovem acontece na rua e cada vizinho recebe o convite pela manhã. Durante o culto são feitos sorteios de brindes e duplas missionárias vão até a casa da pessoa para fazer a entrega do presente e orar por ela.

Muitos colocaram cadeiras em suas calçadas enquanto outros assistiam de suas janelas e sobrados. Para Rosilane Rocha, que lidera os jovens na igreja, foi uma experiência muito boa. ‘É preciso sair do nosso conforto e fazer contato com pessoas que moram ao lado da igreja e talvez nunca tiveram a oportunidade de conhecê-la e precisamos aproveitar a liberdade religiosa que temos em nosso país de poder sair às ruas e falar de Jesus às pessoas’, comenta.

Independente do sorteio, todos receberam o livro missionário e a oração. Marise Alves, Renato Bezerra, Breno Bravo e Patrícia Bento lideraram o louvor e garantiram que ninguém reclamou por barulho, pelo contrário, ‘como são vizinhos, as músicas para alguns já são conhecidas e não causou nenhum transtorno’, salientou a equipe.

A igreja existe há 25 anos no bairro e, pela primeira vez, os membros presenciaram vizinhos com lágrimas nos olhos por tamanha expressão de cuidado e amor ao próximo. Fátima Silva varria a calçada na hora do culto, mas sua tarefa não a impediu de receber o livro missionário e uma oração. Até mesmo alguns que jogavam cartas puderam receber livro e oração.

Louvorzão lote 14

Alguns ficaram emocionados com a atenção dos jovens

Fabrício Ferreira, líder de jovens em Santa Cruz fez a mensagem e contou sua experiência de vida e as dificuldades que enfrenta no curso com as aulas aos sábados. ‘Não é o mais fácil, mas escolho ser fiel e até agora tenho conseguido trocar provas e trabalhos para outro dia’. Após a oração final feita por Joaquim Neto e Luiz Rocha, a vizinhança demonstrou carinho através de palmas como forma de agradecimento.
[Equipe ASN, Fabiana Lopes e Denise Bastos]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox