Notícias Adventistas

Michelson Borges

Michelson Borges

Ciência e Religião

As principais descobertas da ciência analisadas do ponto de vista bíblico.

Sobre amalgamação, Ellen White e os sinais do fim

Novas descobertas da ciência ampliam pesquisas na área de engenharia genética (Foto: Shutterstock)

Mais uma notícia sobre pesquisas com hibridização de animal com células humanas chamou a atenção da comunidade científica e da imprensa em geral. Pesquisadores norte-americanos produziram um novo tipo de embrião híbrido de ovelhas com humanos, com o alegado objetivo de produzir órgãos para doação.

Segundo os cientistas, todos os embriões criados no experimento foram destruídos após 28 dias. “A contribuição das células humanas até agora é muito pequena. Não é nada como um porco com rosto humano ou cérebro humano”, garantiu o biólogo Hiro Nakauchi, da Universidade de Stanford, em uma palestra no Texas, Estados Unidos. Um dos pesquisadores chegou a admitir a possibilidade de que células humanas pudessem migrar para o cérebro do animal, o que aumentaria o potencial de polêmica desse tipo de experimento.

Leia também:

No século 19, a escritora norte-americana Ellen G. White escreveu algo sobre experiências de “amalgamação” (hibridização) levadas a cabo pelos antediluvianos e/ou pelo próprio Satanás (leia mais sobre isso aqui). Isso gerou muita discussão na época, justamente porque se desconheciam maneiras de fazer isso que não fosse pela via sexual, por reprodução simples.

Nesse caso, “amalgamar” espécies diferentes, como ser humano e ovelha, realmente era impossível. Pelo teor polêmico do assunto, ela foi orientada por um anjo a não mais falar sobre isso. Naquela época, as possibilidades oferecidas pela engenharia genética eram desconhecidas. No entanto, nada impede que os inteligentíssimos, inventivos e longevos seres humanos que viveram antes do dilúvio e mesmo os anjos caídos possam ter feito experiências genéticas de hibridização, o que, também, levou Deus a dar um basta, tendo Ele considerado essas misturas, essas “brincadeiras” com a vida, um pecado gravíssimo. Claro que as experiências de Hiro Nakauchi e outros têm como objetivo salvar vidas, mas sabe-se lá o que pesquisadores menos éticos podem estar fazendo em laboratórios por aí.

No tempo de Ellen White, “amalgamação” genética realmente era algo impossível. Hoje não mais. Pelo visto, essa simples mulher sem educação formal acertou mais uma vez, o que deve, no mínimo, despertar respeito e curiosidade pelas coisas que ela escreveu. E esse acerto acaba se constituindo em mais um sinal da breve volta de Jesus, pois a Bíblia diz que os pecados que marcaram o período imediatamente anterior ao dilúvio se repetiriam antes da volta de Jesus – pecados como o de “brincar” com algo sagrado como a vida.

Saiba mais sobre hibridização aqui.

WordPress Image Lightbox