Notícias Adventistas

Karyne Correia

Karyne Correia

Mente Saudável

Os cuidados para se ter uma vida mentalmente saudável.

5 atitudes para vencer o estresse

Casos graves de estresse podem levar a manifestações, inclusice, de outras doenças. (Foto: Shutterstock)

O estresse é uma reação natural do organismo (mente e corpo) a mudanças que ocorrem em nosso meio e em nós mesmos. Ele não é uma coisa negativa em si mesma. O primeiro nível do estresse é ótimo. Quando estamos no primeiro nível, nos sentimos motivados, cheios de energia para realizar as coisas. Mas, se não cuidarmos podemos entrar em um nível não saudável e avançarmos até o desenvolvimento de problemas que comprometem nossa saúde e qualidade de vida.

Começamos a produzir reações de estresse quando nossa mente capta a presença de estressores no ambiente. Sendo assim, a nossa percepção da realidade pesa muito quando o assunto é estresse. Na verdade, ela pesa muito quando o assunto é saúde mental.

Cinco penamentos

Hoje, separei cinco atitudes que podem ajudar você a vencer o estresse:

Gratidão – Ao exercitamos a gratidão, nossa mente é levada dos aspectos negativos da vida para os aspectos positivos desta. Pensamentos de gratidão nos ajudam a tirar o foco dos estressores e focar em aspectos positivos da realidade. O sentimento produzido faz bem à mente e ao corpo. E não é que você precise encontrar o lado bom das coisas. É que você precisa aprender a agradecer por tudo. Quando agradecemos por algo que a princípio não nos parecia ser algo bom, mudamos o significado desta coisa em nossa mente. “Em tudo dai graças” (1 Tessalonicenses 5:18).

Serviço – Uma das frases que eu mais tenho repetido em meus vídeos e posts é “viva para algo além de si mesmo”. Ellen White, escritora, profetisa e uma das fundadoras da Igreja Adventista, escreveu isso a uma mulher que ela aconselhou. Esse é um dos melhores remédios para a depressão, a ansiedade e também o stress. Quando tiramos o foco de nós mesmos trocamos a murmuração e o descontentamento pelo senso de utilidade e a felicidade. O bem-estar gerado por uma atitude de serviço afasta o stress.

Empatia – Parte do estresse que podemos sentir tem sua origem nas relações sociais. Mas quando desenvolvemos uma atitude de empatia lidamos com as pessoas ao nosso de uma forma mais leve, produzindo compaixão ao invés de mágoa ou raiva. Naturalmente, a empatia nos protege do estresse que pode se originar dos relacionamentos. Jesus é nosso exemplo. E em um dos momentos de maior estresse em sua vida, quando foi crucificado, ele foi empático. Ele conseguiu pensar naqueles que lhe faziam mal com um olhar de empatia e pediu a Deus que os perdoasse. Certamente Jesus também é nosso exemplo acerca de atitudes capazes de preservar a nossa saúde mental.

Flexibilidade – Como expliquei a princípio, o estresse é produzido quando nossa mente capta estressores. E essa captação de estressores tem a ver com a forma como enxergamos as coisas. Uma atitude flexível nos ajuda a ter um olhar melhor das situações enquanto uma atitude inflexível nos prende a uma percepção da realidade que pode produzir apenas emoções negativas. Não se trata de apenas pensar positivo. Eu falo mais sobre pensamento positivo aqui Trata-se de uma mentalidade que busca constantemente formas mais saudáveis de lidar com a realidade.

Sobre pensamento positivo:

Autocompaixão – Por fim, podemos produzir stress quando alimentamos culpa, remorso, descontentamento conosco, e cobranças excessivas sobre nós mesmos. A atitude de autocompaixão nos ajuda a olharmos para nós de forma assertiva, reconhecendo nossas limitações e capacidades de forma assertiva. Consequentemente, uma atitude de autocompaixão reduz a produção do estresse.

Vivemos tempos delicados. Ainda viveremos outros momentos críticos em nossa vida. Um bom gerenciamento do estresse é cada vez mais necessário. Pequenas atitudes podem fazer grande diferença em nossa vida e em nosso mundo.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox