Notícias Adventistas

Coluna | Josanan Alves

Leis da vida

Quando seguidas, as orientações deixadas por Deus trazem múltiplos benefícios


  • Share:

Deus estabeleceu princípios para garantir o adequado funcionamento do planeta e de seus habitantes (Foto: Shutterstock)

O universo é regido por leis. Desde aquelas que determinam o funcionamento das minúsculas células até a orbita dos planetas, tudo o que foi criado por Deus segue uma ordem e leis bem estabelecidas.

Para se ter uma ideia da perfeição dessas leis, estima-se que o ser humano tenha nada menos que 60 trilhões de células que interagem com uma ordem perfeita como uma grande comunidade. No entanto, o que mais impressiona não é a quantidade delas, mas sua variedade e complexidade. Cada uma realiza uma ou mais funções diferentes com o propósito de servir ao perfeito funcionamento do organismo.

Graça na Criação

Vamos pensar na lei da gravidade. De forma bem prática, essa lei diz que a atração gravitacional da Terra confere peso aos objetos e faz com que caiam ao chão quando são soltos. Em sua obra Princípios Matemáticos da Filosofia Natural, publicada em 1687, Isaac Newton descreve a lei da gravitação universal. Mas Newton não criou a lei da gravidade: ele apenas a demonstrou. Isso nos leva à conclusão de que se existe uma lei, existe um legislador. O próprio Newton - um dedicado estudante da Bíblia e que escreveu mais sobre religião do que sobre ciência - afirma:

“A gravidade explica os movimentos dos planetas, mas não pode explicar quem colocou os planetas em movimento. Deus governa todas as coisas e sabe tudo que é ou que pode ser feito. Do meu telescópio, eu via Deus caminhar! A maravilha, a harmonia e a organização do universo só podem ter se efetuado conforme um plano de um ser todo-poderoso e onisciente”.

As leis de Deus, inclusive as naturais, tem como objetivo prolongar a nossa vida: “Meu filho, não se esqueça da minha lei, mas guarde no coração os meus mandamentos, pois eles prolongarão a sua vida por muitos anos e lhe darão prosperidade e paz” (Provérbios 3:1-2).

Na Criação, o próprio Deus estabeleceu essas leis e submeteu cada ser vivo a elas. “Na criação do homem, manifestou-se a atuação de um Deus pessoal. Quando Deus fizera o homem à Sua imagem, a forma humana era perfeita, mas jazia inanimada. Então um Deus pessoal, de existência própria, soprou naquela forma o fôlego da vida, e o homem tornou-se um ser vivo, inteligente. Todas as partes do seu organismo se puseram em ação. O coração, as artérias, as veias, a língua, as mãos, os pés, os sentidos, as faculdades da mente, tudo se pôs a funcionar, sendo todos submetidos a uma lei” (A Ciência do Bom Viver, p. 415).

Todos os seres vivos estão sujeitos a essas leis. Por exemplo, as que regem a vida das plantas são:

1 – Necessidade de água;
2 – Necessidade de luz solar;
3 – Necessidade de respiração através da fotossíntese;
4 – Necessidade de nutrição: as plantas não precisam simplesmente de solo para viver, mas de um solo nutritivo com nitrogênio, sais minerais etc.;
5 – Necessidade de equilíbrio: se a planta receber água em excesso, ela morre; se o solo tiver nitrogênio em excesso, ela morre etc.;
6 - Necessidade de repouso: as plantas não produzem flores ou frutos o tempo inteiro; elas repousam por alguns meses e produzem em outros.

Existem leis naturais que regem a vida dos animais:

1 – Necessidade de água;
2 – Necessidade de luz solar;
3 – Necessidade de respiração;
4 – Necessidade de nutrição: semelhante às plantas, os animais não precisam apenas de alimento, mas de alimentos nutritivos;
5 – Necessidade de equilíbrio: esses nutrientes precisam ser na medida certa para que os animais tenham saúde;
6 – Necessidade de repouso: basta olhar para o seu gato ou cachorro;
7 – Movimento: esse princípio de saúde não existe nas plantas, mas Deus acrescentou para os animais.

Também há princípios que mantém a vida humana:

1 – Necessidade de água;
2 – Necessidade de luz solar;
3 – Necessidade de respiração;
4 – Necessidade de nutrição;
5 – Necessidade de equilíbrio: para o ser humano, esse princípio significa usar com moderação o que é bom e não tocar no que é prejudicial à saúde;
6 – Necessidade de repouso;
7 – Necessidade de movimento;
8 – Necessidade de confiança em Deus: para o ser humano, Ele acrescentou esse princípio. Diversos estudos científicos comprovam a eficácia da fé na saúde da raça humana. (Para conhecer mais detalhes sobre esse tema, leia o livro Crer Faz Bem, do psicólogo Julián Melgosa).

Essas leis funcionam melhor quando estão unidas. Não é possível ter saúde plena vivendo apenas seis dessas leis. A saúde completa vem com a associação das oito leis naturais. Um remédio natural tem a sua eficácia, mas os oito unidos são extraordinários.

Consequência da rejeição das leis

É a desobediência a essas leis que ocasiona doença e morte. “A doença nunca vem sem causa. O caminho é preparado, e a doença convidada, pela desconsideração para com as leis da saúde. Muitos sofrem em consequência da transgressão dos pais. Conquanto não sejam responsáveis pelo que seus pais fizeram, é, no entanto, seu dever procurar verificar o que é e o que não é violação das leis da saúde. Devem evitar os hábitos errôneos de seus pais, e mediante uma vida correta, colocar-se em melhores condições” (Conselhos sobre o Regime Alimentar, p. 122).

Algumas vezes pensamos nas leis de Deus apenas como sendo os Dez Mandamentos, mas isso é um erro. “A doença é o resultado da violação das leis de Deus, tanto as naturais como as espirituais. Não haveria a grande miséria que existe no mundo, caso houvessem os homens, desde o princípio, vivido em harmonia com o plano do Criador. Há condições a serem observadas por todos quantos quiserem conservar a saúde. Todos devem aprender quais são essas condições. Deus não se agrada com a ignorância quanto a Suas leis, sejam elas naturais, sejam espirituais. Temos de ser coobreiros de Deus para a restauração da saúde física, assim como da espiritual” (Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, p. 466).

Mesmo que você não saiba todos os detalhes sobre os princípios de saúde, apenas comece. Coloque em prática esses princípios e você verá grandiosos benefícios em sua vida.


Você também pode receber esse e outros conteúdos diretamente no seu dispositivo. Assine nosso canal no Telegram ou cadastre seu número via WhatsApp.

Quer conhecer mais sobre a Bíblia ou estudá-la com alguém? Clique aqui e comece agora mesmo.

Josanan Alves

Josanan Alves

Primeiro Deus

Histórias e provas de fidelidade a Deus em todos os momentos e circunstâncias da vida.

Josanan Alves de Barros Júnior é formado em Teologia. É o atual diretor do departamento de Mordomia Cristã da sede sul-americana da Igreja Adventista. @JosananAlves