Notícias Adventistas

Josanan Alves

Josanan Alves

Primeiro Deus

Histórias e provas de fidelidade a Deus em todos os momentos e circunstâncias da vida.

O que a Bíblia ensina sobre generosidade

Generosidade nas ofertas é um tema muito presente na Bíblia. Foto: Shutterstock

Alguns exemplos de vida no cristianismo brilham como um farol na profunda escuridão do nosso mundo egoísta. E nos dizem: podemos exercer a generosidade, apesar das nossas provações. Tais exemplos deveriam nos desafiar a investir o nosso tesouro no céu onde a traça, ferrugem e os ladrões não podem chegar.

Certo missionário havia desafiado os membros de sua igreja a fazerem um sacrifício em prol da causa de Deus. Ao visitar uma das famílias mais pobres da igreja, não podia acreditar em seus olhos. Quando ele se aproximou, percebeu que o filho mais velho estava puxando o arado, em vez de o boi forte que a família possuía. Quando o missionário perguntou onde estava o boi ele ficou surpreso quando a família respondeu: Nós vendemos, para que pudéssemos dar uma oferta para o novo lugar de adoração a Deus. O missionário chorou quando entendeu o enorme sacrifício feito pela família. Eles estavam dispostos a suportar a pobreza de modo que pudessem contribuir para a obra de Deus.

Leia também:

Exemplos a serem seguidos na Bíblia

Em 2 Coríntios 8:1-5, Paulo incentiva os coríntios a crescer na graça de dar. Para motivá-los a dar generosamente, ele tem diante de si o exemplo das igrejas da Macedônia. Paulo apresenta os macedônios como um exemplo digno de imitação quando se trata da questão de dar a Deus.

Os macedônios

Macedônia era uma região montanhosa ao norte da Grécia, na Península dos Bálcãs. A primeira menção na Bíblia está em Atos 16, quando um homem aparece em uma visão a Paulo e suplicar-lhe, dizendo: “Vem à Macedônia e ajuda-nos” (Atos 16:9).

Lucas dá um relato detalhado das jornadas de Paulo pela Macedônia (Atos 16:11-17:14). Paulo pregou em Filipos, a principal cidade macedônica. Nesta cidade, Paulo fez sua primeira convertida na Europa, uma mulher chamada Lídia que era uma vendedora de púrpura. Várias vezes, Paulo menciona o sacrifício que os cristãos da Macedônia suportaram para suprir as suas necessidades e as necessidades dos outros. (Romanos 15, 2 Coríntios 8, Filipenses 4).

Os macedônios foram condenados ao ostracismo e perseguidos por acreditarem no Senhor Jesus. Por conta disso, abandonaram os falsos deuses e sua maneira vazia de viver. Muitos, em condições similares, operariam em um modo de autopreservação, mas não os macedônios. Eles estavam em profunda angústia, mas contribuíram para o alívio dos outros. Os cristãos da Macedônia, apesar de toda a prova, são descritos como tendo uma abundância de alegria em meio a tribulação, essa alegria abundava em sua generosidade.

Sua pobreza extrema

Paulo ressalta o fato de que os macedônios não eram apenas pobres, porém extremamente pobres. Era maravilhoso para Paulo observar que pessoas tão pobres poderiam ser tão generosas. Como a generosidade poderia abundam em tamanha pobreza? Para Paulo isso era um milagre que ele só poderia atribuir a Deus. Paulo usa o exemplo dos Macedônios para fazer o seguinte desafio aos cristãos de outras partes e épocas:

Em que deve ser o nosso principal investimento?

Paulo dá o seguinte conselho através de Timóteo:

“Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos; Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis; Que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a vida eterna.”

(1 Timóteo 6:17-19)

O exemplo da Macedônia ensina de maneira eloquente para aqueles na igreja que tem que servir ao Senhor em uma posição de pobreza. Olhamos para a nossa situação e nos perguntamos: O que podemos dar ao Senhor quando estamos tão pobres?

“Ensinou Ele (Jesus) que o valor da oferta é estimado, não pela quantidade, mas pela proporção em que é dada e pelos motivos que moveram o doador.”

Alguns do nosso povo podem passar por provas e desafios financeiros, mas o forte exemplo dos macedônios silencia os nossos protestos. E cala todas as nossas desculpas até que sejamos obrigados a confessar que é o nosso egoísmo e autopreservação que nos impedem de dar generosamente à causa de Deus.

Como se tornar generoso?

Uma pergunta a ser respondida: O que fez dos cristãos macedônios uma igreja tão generosa e alegre, que não precisavam de coerção para dar? O que os fez pedir ao Apóstolo que lhes fosse dado o privilégio de participar no ministério de dar? Qual era o segredo? Na verdade, não existe segredo na causa de Deus, todos podemos viver uma vida de generosidade e vitória sobre o egoísmo.

Três aspectos se destacam na disposição de ofertar com generosidade

Eles tinham recebido a graça de Deus

Por natureza somos egocêntricos e não queremos dar generosamente. E mesmo quando damos, podemos ser motivados por motivos egoístas. Para dar à causa de Deus livremente, temos de encontrar a graça de Deus na Pessoa de Jesus Cristo. Compreender seu sacrifício na cruz por nós vai tocar as cordas invisíveis de nossos corações, derretendo o egoísmo e egocentrismo que reside lá. É somente quando vemos o Filho do Homem levantado por nós que somos atraídos para mais perto Dele. Quando nós olhamos para o Seu sacrifício feito apenas por nós, nossos corações serão movidos para retribuir, o amor desperta o amor. De fato, nós amamos porque Ele nos amou primeiro. Seu amor vai restringir e impulsionar-nos a dar.

Eles deram a si mesmos primeiro ao Senhor

A razão pela qual muitas pessoas não dão generosamente é porque eles não têm realmente se entregado ao Senhor. O segredo por trás da verdadeira doação se encontra na doação de nós mesmos primeiro a Ele. A razão pela qual os macedônios deram, além das expectativas, e além de sua capacidade, tem a ver com o mesmo fator. Eles tinham se entregado ao Senhor. A verdade é que só podemos dar generosamente, seja rico ou pobre, quando damos a nós mesmos primeiro ao Senhor!

Eles se entregaram à causa

Desperdiçar com os nossos meios é geralmente difícil. Nós só investimos dinheiro em coisas que nos são importantes. É por esta razão que Jesus declara que o nosso coração segue o nosso tesouro. Temos bons exemplos a serem seguidos, por isso precisamos agora ir à presença de Deus a cada dia para que Ele nos dê força e capacidade para fazermos o que sabemos que deve ser feito.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox