Notícias Adventistas

Janete Suárez

Janete Suárez

Educação familiar responsável

A importância da educação no lar no cotidiano da família

Famílias fortes em tempos de pandemia

Os desafios em família aumentaram com a pandemia da Covid-19. (Foto: Shutterstock)

Organizações em geral vivem tempos difíceis e desafiadores. Muitos estabelecimentos comerciais fecharam suas portas por não estarem preparados ou por não darem conta de se manterem em funcionamento diante do impacto causado pelas medidas obrigatórias de restrições pela pandemia do Covid-19.

A instituição familiar também tem sofrido suas perdas e impactos. No cenário atual, são diversos e complexos os motivos que desencadeiam os problemas de relacionamento conjugal, crises individuais e coletivas somadas às ansiedades, medos e violência intrafamiliar.

Esses, entre outros motivos, apontam para uma instituição frágil e com poucos recursos de enfrentamento de crise. E se houve um tempo em que a família deve estar forte e unida, este tempo é agora! Não se trata apenas de identificar e atender as necessidades de cada um, dialogar sobre a importância do respeito mútuo ou a necessidade de todos colaborarem para o bom funcionamento do lar. A fim de evitar seu colapso, tudo isso é importante, mas é necessário muito mais!

Pandemia e efeitos na família

Diante dos mais variados tipos de instituição familiar em que, muitas vezes, convivem diariamente crianças, adolescentes, jovens e avós idosos, o desafio de suprir os interesses e necessidades de todos é ainda maior. Além disso, decretos de lockdown, isolamento ou quarentena, têm elevado o nível de preocupação. O medo de ser infectado, de perder o único emprego, de encarar a solidão, depressão, luto, hospitalização de entes queridos, bem como cuidados de toda a rotina do lar que inclui acompanhar aulas online dos filhos, limpar, lavar e cozinhar, tornaram-se inquietações constantes e reais.

O que fazer diante de situações como estas que elevam, inclusive, o índice de divórcio entre os casais e, consequentemente, o fim de muitas famílias? Certamente que respostas para um tema tão complexo quanto este não podem estar em uma lista de itens como uma receita que você segue e tudo se resolve.

No entanto, nem todas as famílias se encontram na UTI, ou mesmo em quarentena, apesar de todas estarem em isolamento. Neste sentido, falando da prevenção de uma “infecção generalizada” quanto o fortalecimento do “sistema imunológico” para um começo ou recomeço de uma vida familiar mais forte, convido você a analisar aspectos que têm classificado algumas famílias como de sucesso apesar das crises que enfrentam.

Famílias de sucesso

Uma família de sucesso dispõe de um ambiente apropriado – O lar pode ser simples, mas pode sempre ser um lugar em que se profiram palavras alegres e se pratiquem atos de bondade, onde a cortesia e o amor são hóspedes constantes (Ellen White, em Review and Herald, 9 de julho de 1901). Um ambiente adequado oferece tanto um senso de identidade familiar positiva, interação satisfatória e gratificante quanto o desenvolvimento individual e coletivo entre seus membros. Um ambiente apropriado capacita cada membro da família para lidar com os diferentes estresses que se manifestam.

Uma família de sucesso prioriza uma boa comunicação – Em uma época quando os recursos virtuais afastam mesmo aqueles que moram debaixo do mesmo teto, é fundamental que os pais estabeleçam regras quanto ao uso apropriado das tecnologias. Tudo a fim de construir e incentivar o diálogo entre seus membros. O diálogo deve ser honesto, claro, aberto e frequente. Precisa ajudar os filhos a se comunicar, expressando suas dúvidas, medos e ansiedades. Aliás, estas ações se tornam uma técnica de intervenção bem-sucedida em um momento de crise pandêmica como a atual.

Uma família de sucesso motiva e incentiva seus membros – Todos estamos em processo de desenvolvimento, temos nossas singularidades e precisamos que sejam cultivados nossos sentimentos de pertencimento. E neste percurso há erros e acertos. Um discurso de valorização, apoio e sustento, tanto fortalece potenciais e habilidades quanto estabelece uma base emocional segura para seguir em frente apesar dos problemas.

Uma família de sucesso mantém compromisso com seus membros – O vínculo da família é o mais íntimo, o mais terno e sagrado de todos na Terra. Foi designado a ser uma bênção à humanidade (Ellen White, no livro Ciência do Bom Viver, 356). É fundamental fortalecer este vínculo com o senso de equipe, de um time! Neste sentido, todos vestem a camisa, cientes de que, se um perde, todos perdem. Se, no entanto, um ganha, todos se sentem vitoriosos. Aliás, membros de famílias fortes agem e fazem sacrifícios uns pelos outros. E como pais, não devemos permitir que as pressões externas ameacem substituir este vínculo sagrado por qualquer outro compromisso mais importante.

Conexões sociais e capacidade de adaptação 

Uma família de sucesso constrói conexões sociais – Famílias bem-sucedidas não ficam isoladas, mas conectadas à sociedade. Mesmo em meio a um isolamento momentâneo, são inúmeras as contribuições das conexões sociais que podem e devem ser mantidas e fortalecidas. Elas são imprescindíveis na superação de um período estressante da vida familiar. Pense, por exemplo, no suporte que uma igreja, com seu conjunto de membros e liderança, pode oferecer diante de uma doença, luto, desemprego ou mesmo no processo de educação dos filhos. Ao valorizarmos conexões sociais, beneficiamos e somos beneficiados.

Uma família de sucesso desenvolve a capacidade de adaptação – Famílias com bom funcionamento procuram lidar com mudanças no ciclo de vida e desenvolvem modos de adaptação que são estruturados ou flexíveis em vez de rígidos ou caóticos. Focam a capacidade ou incapacidade de superar o estresse e de se adaptar a eventos estressantes e potencialmente prejudiciais. Neste sentido, a capacidade de adaptação faz uso de outros recursos citados como comunicação eficaz, envolvimento afetivo e recursos externos.

Uma família de sucesso define os papéis de cada um no lar – A definição clara de papéis é uma característica importante do funcionamento familiar e essencial para a capacidade da família de se adaptar a situações de mudança. Com uma estrutura clara, mas flexível, os membros estarão cientes de suas responsabilidades. Consequentemente, diante de crises e problemas, os membros conhecem seus papéis. Normalmente há um claro reconhecimento de que os pais estão no comando. Ao mesmo tempo, eles devem estar abertos às sugestões, apoio e contribuição dos filhos e demais membros.

Uma família de sucesso passa tempo junto – Este tempo inclui qualidade e quantidade. As necessidades de amor e compreensão são supridas no compartilhamento de momentos significativos em família. Implicam, inclusive, em dizer não, impor limites e fazer cumprir regras. É fundamental, no entanto, ampliar tais ações. Isso inclui, por exemplo, estabelecer metas de realizações em família, planejar atividades, comemorar as conquistas de cada membro, guardar o celular quando estiver em família e acompanhar os filhos nas lições de casa, entre tantas outras ações.

Uma família de sucesso prioriza práticas religiosas – A orientação religiosa é um componente fundamental de famílias consideradas fortes e de sucesso. Estudos na área de psicologia e medicina têm mostrado que muitos elementos da religião, como oração, leitura das Escrituras, perdão, esperança e serviço ao próximo estão intimamente ligados à saúde e felicidade. Portanto, praticar uma religião não nos anula contra a aflição, mas nos ajuda a edificar a fé e a permanecer fortes e contentes apesar da adversidade (Melgosa, 2013).

Agora é a sua vez! Vamos lá! Amplie os itens desta lista e compartilhe com seus contatos sociais. Por outro lado, se você identificou apenas alguns dos itens que classificam a sua família, que tal focar nos aspectos que faltam alcançar? Meu desejo é que todos façamos a nossa parte e saiamos ainda mais fortes e vitoriosos desta crise.


Referências:

Krysan, M., Moore, K. A., & Zill, N. (1990). Identifying successful families: an overview of constructs and selected measures. U.S. Department of Health and Human Services.

Melgosa, J. (2013). The benefits of belief. How faith in God impacts your life. Pacific Press. Publishing Association. Ontário, Canada.

Stinnett, Nick, Chesser, Barbara, & DeFrain, John (eds.). 1979.  Building family strengths. Blueprints for action. Lincoln, NE: University of Nebraska Press.

Stinnett, Nick, & DeFrain, John. 1985. Secrets of strong families. Boston: Little, Brown & Co.

Schumm, Walter R. 1985. “Beyond relationship characteristics of strong families: Constructing a model of family strengths.” Family Perspective 19(l): 1-9.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox