Notícias Adventistas

Fábio Bergamo

Fábio Bergamo

Marcas & Marcas

Marketing, Comunicação, Cultura e Religião

“Naquilo que é essencial, unidade”

Deixemos preciosismos e orgulho de lado e promovamos a unidade da igreja de fato. (Foto: Shutterstock)

Recentemente, tive a oportunidade de participar de uma iniciativa inovadora dentro da área adventista de educação superior: os cursos de Administração das universidades adventistas da Divisão Sul-Americana se reuniram pela primeira vez para discutir temas como intercâmbio, pesquisa, troca de experiências de sucesso, entre outros pontos. Um momento riquíssimo que culminou com a criação do CLACEM – Consórcio Latino-Americano Adventistas de Ciências Empresariais.

Tal iniciativa segue os passos das áreas de saúde e de tecnologia, que já haviam criado seus consórcios e redes de troca de informações e experiências. A quantidade de alunos da educação superior adventista que se beneficiarão de projetos como este é enorme, incrementando sua formação, dentro das melhores práticas internacionais de Ensino Superior, que tem na internacionalização um dos pontos fundamentais para a demonstração pública de qualidade.

Mas o que mais me empolgou neste movimento é que estamos promovendo uma visão compartilhada de atividades similares nas mais diversas localidades da nossa região. Podermos trocar ideias com pessoas que pensam de forma similar, que trabalham de forma similar, porém cada um com suas idiossincrasias. Isto é sensacional!

Toda vez que sou convidado para pregar em alguma igreja, ou mesmo passar a lição da Escola Sabatina, faço questão de relembrar a todos os meus ouvintes de que naquele mesmo dia, hora ou momento, milhares de pessoas em diversos outros locais estão também fazendo a mesma coisa: participando de um culto de adoração ou estudando a lição da escola sabatina. Lembro o quão é bom saber que temos outras pessoas participantes de um mesmo grupo, mesmo tendo barreiras culturais, de idioma e geográficas. Isso é fascinante!

Muitas vezes falta-nos a noção de que somos um só povo. Ficamos nos desdobrando em torno de nossas unidades (igreja, distrito, escola, hospital, campo, união), criando programas as vezes tão específicos que não remetem à identidade de um grupo especial e separado por Deus para avançar na pregação do evangelho e apressamento da volta de Cristo à este planeta. Talvez seja esta um dos objetivos de termos uma lição de escola sabatina focada no tema neste trimestre, nos mostrando que este desafio vem desde os primórdios, na igreja primitiva, e nos acompanha desde então.

Os ministérios da igreja são as áreas mais aptas a usufruir do princípio da unidade. De certo que as lideranças a nível de campo, união e divisão se esforçam para desenvolverem programas que, ao ser seguidos, despertam tal princípio. Mas cabe às iniciativas locais também se interessarem e se esforçarem para tal. Promover debates, encontros e discussões com membros de outras igrejas, não tendo apenas a questão geográfica como plano de fundo (a internet massacrou a ideia de fronteiras), pode e vai render frutos.

Lembro-me da iniciativa criada pelo amigo Vanio Fortes. Na época, trabalhando na área de TI de uma associação, criou o GADW – Grupo Adventistas de Desenvolvedores Web, com o intuito de reunir pessoas que trabalhavam na área, com o foco de troca de informações e experiências rumo à pregação do evangelho. O GADW foi o embrião de muita coisa que nós temos hoje concernente a internet, que foi encampada e potencializada de forma oficial pela administração da igreja e pelo sistema de comunicação da mesma. Um exemplo claro de usar a capilaridade da igreja para promover a unidade dentro de uma área, na época, nascente.

Deixemos preciosismos e orgulho de lado e promovamos a unidade da igreja de fato. Criemos mais eventos e fóruns de discussão dos ministérios da igreja, indo além da mera atuação local. Muitas iniciativas fantásticas existem e cabe a nós que as criemos compartilhemos; e a nós que ouvimos falar destas iniciativas, conhece-las e verificar a possibilidade de implantação. Nosso objetivo essencial é avançar na obra de pregação do evangelho, e quanto mais unidade neste foco, melhor serão os resultados. Como disse o teólogo Rupertus Meldenius, “Naquilo que é essencial, unidade!”.

 

PARA LER, OUVIR E VER MAIS

Reportagem da TV Nuevo Tiempo sobre o Encontro de Escolas de Administração da Divisão Sul-Americana, que propôs a criação do CLACEM – https://www.youtube.com/watch?v=OwD55OPlaq4

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox