Notícias Adventistas

Coluna | Carolyn Azo

Diferenças no casamento. E agora?

Como manter uma relação saudável com seu cônjuge, seguindo a vontade de Deus e os planos dEle para a sua família


  • Compartilhar:
Existem muitos desafios em um casamento, mas depender de Deus diariamente é a chave para viver em amor (Foto: Shutterstock)

Casei-me com um europeu e sou latino-americana. E agora? Há alguns meses prometemos a nós mesmos, na presença de Deus, amar um ao outro até o fim, e aqui estamos, aprendendo diariamente a encaixar nossas ideias, reaprendendo a ser humildes de coração, pacientes, amorosos, e a lista continua.

Pode ser que você esteja casado(a) e concorde comigo que os desafios do matrimônio são muitos. Ou talvez você seja solteiro(a) e pense que para o amor não há nada impossível.

Leia também:

Para lhe dar uma ideia da nossa nova vida, me casei no início de julho de 2021. Eu sou peruana, e ele é norueguês. Ele fala norueguês, e eu, espanhol. A língua que nos aproximou foi o inglês. Tínhamos um relacionamento à distância, de milhares de quilômetros, eu no continente americano, e ele no continente europeu, mas graças a Deus, que permite que a tecnologia progrida, nos comunicávamos todos os dias por videochamada. Nosso amor cresceu com base em orações constantes, visitas esporádicas, até que decidimos nunca mais nos separar e ficar unidos para sempre.

Hoje lhes escrevo da Noruega, sentada em frente à janela de nossa casa, sabendo que minha inserção neste novo lugar levará tempo e que no começo será difícil. A cultura norueguesa é diferente da nossa cultura americana, e a grande barreira é o idioma. Nessa situação, o que fazer? Pois bem, depender muito mais de Deus, pedindo diariamente que Seu Espírito Santo encha nosso coração para que, assim, vivamos em amor.

Bênçãos aos nosso alcance

O famoso capítulo de 1Coríntios 13 resume que, sem amor, somos como metal que ressoa ou címbalo que tilinta.

Você já viu um címbalo? São duas placas de metal que, se colidirem, provocam um som desagradável que, se você estiver muito perto, pode ensurdecê-lo. Sim, é assim que soa um cristão que não tem amor. Quando há amor, há harmonia, e a música vai e vem com notas que enchem nossa alma.

Se a Bíblia nos diz que Deus é amor (1 João 4:8) e afirmamos que somos cristãos, devemos beber da Fonte do Amor, que é Cristo. Quando nos hidratamos, bebendo da Fonte do Amor, nosso casamento se enche de vida e é fortalecido; porque se vivermos no amor, o fruto do Espírito Santo não será apenas palavras, mas também ações que nos ajudarão a viver em paz e harmonia no lar.

Meu esposo e eu estamos reaprendendo que se não bebermos diariamente da Fonte do Amor, principalmente nas primeiras horas da manhã, esse dia será um címbalo que tilinta, um metal que ressoa. Mas como é diferente estar hidratado e afinado com a orquestra e com o compasso!

Dependência diária

Querido(a) leitor(a), se você está começando a vida a dois, lembre-se de beber diariamente da Fonte de Amor, que é Cristo. Se você ainda é solteiro e tem a intenção de se casar, por favor, aprenda a depender de Deus, a buscar essa água poderosa que traz salvação, que trará paz e protegerá o seu lar. Do contrário, se você não aprender a fazer isso antes do casamento, esse processo será doloroso e exaustivo.

Por fim, aceite que você não poderá mudar seu cônjuge, pois ele ou ela é diferente. Vocês terão que aprender a ouvir e respeitar a opinião um do outro e será necessário perdoar e começar do zero. Se você ainda não se casou, ainda há tempo para escolher com sabedoria, pois é uma escolha para toda a vida.

Provérbios 16:3, na versão Nova Bíblia Viva, diz: “Deixe nas mãos do Senhor tudo quanto você faz, e todos os seus planos serão bem-sucedidos”.

Carolyn Azo

Carolyn Azo

Desafios Espirituais

Reflita sobre as vicissitudes da vida em sua caminhada diária com Deus e saiba que ainda existe esperança.

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Peruana Unión, trabalhou no canal internacional 3ABN, nos Estados Unidos, e em várias instituições adventistas. Atualmente é assessora de comunicação da sede sul-americana da Igreja. @karolineramosa


Divisão Sul-Americana Divisão Sul-Americana

Av. L3 Sul - SGAS 611
Conj. D, Parte C
Brasília - DF
70200-710
(61) 3710-1818
Nossas redes sociais