Notícias Adventistas

Adolfo Suárez

Adolfo Suárez

Muito além do ensino

Reflexões sobre aspectos da vida diária a partir da Teologia, Educação e Ciências da Religião

A Bíblia e as profecias

Há diferentes métodos para se estudar profecias bíblicas, porém adventistas adotam a linha historicista. (Foto: Reprodução Youtube)

Uma diferença entre a profecia clássica e a profecia apocalíptica está no fato de que a última tende a apresentar detalhes e eventos relacionados com o tempo do fim, enquanto a profecia clássica pode apresentar apenas um estágio intermediário ocasional que conduz à grande consumação. Contudo, alguns eruditos negam que a profecia apocalíptica cubra esta amplitude das eras. Eles têm se ramificado em outros tipos de escolas de pensamento interpretativo.

Leia também:

Escolas de interpertação

A interpretação historicista vê as profecias apocalípticas em um modo contínuo; isto é, as profecias de Daniel e Apocalipse apresentam o grande quadro do futuro, desde o tempo do profeta até o reino de Cristo. Fortes evidências para isto podem ser encontradas na maior série de símbolos que se estende através dos séculos, tanto em Daniel como no Apocalipse.

Preteristas são aqueles que aplicam o livro de Daniel ao passado; eles veem suas profecias terminando no segundo século antes de Cristo, no tempo de Antíoco Epifânio, o rei grego que governava na Síria. Uma vez que ele foi um rei cruel, que cometeu toda sorte de males contra os judeus, é visto como o cumprimento das más coisas que deveriam acontecer ao povo de Deus. Deste ponto de vista, o livro de Daniel não foi escrito no sexto século antes de Cristo, como profecia futura. Em vez disto, ele foi escrito no segundo século antes de Cristo, enquanto estes eventos estavam acontecendo. Portanto o livro não é profecia, mas história escrita como profecia, por um autor desconhecido.

Para os futuristas, as profecias começaram durante o tempo do profeta, mas então o grande relógio profético parou. Houve um intervalo, e os principais segmentos da história humana – tais como o ministério de Cristo e a igreja cristã primitiva – simplesmente não são considerados pela profecia. Os futuristas, dentro da posição dispensacionalista, estão esperando o relógio profético recomeçar.

Acompanhe o estudo completo da lição 11 da Escola Sabatina acessando o vídeo abaixo:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox