Notícias Adventistas

Centenário da obra de Ellen White será marcado por ações em 2015

Livros da escritora terão maior destaque

21 de agosto de 2013
Victor Perdoncini trocou a guitarra do rock pela mensagem de Deus que chegou por meio do livro

Victor Perdoncini trocou a guitarra do rock pela mensagem de Deus que chegou por meio do livro

Brasília, DF … [ASN] Traduzida em português pela primeira vez em 1908, a obra Caminho a Cristo é um exemplo do extenso ministério desenvolvido pela escritora norte-americana Ellen White. Uma nova versão em português do livro, já traduzido em 165 idiomas diferentes, foi apresentada nesta semana durante Concílio Quinquenal de Espírito de Profecia com líderes adventistas da área em oito países sul-americanos. A apresentação do novo livro fez parte da reunião em que pastores e redatores traçaram um plano para marcar, em 2015, os 100 anos da morte da autora. Ellen White foi, também, uma das fundadoras da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

É bem abrangente o valor dos livros dessa mulher que, apesar do pouco estudo acadêmico, deixou conceitos importantes nas áreas de religião, educação, saúde, psicologia e outros campos do conhecimento. É o caso de Caminho a Cristo, que significou uma ruptura na história de Victor Perdoncini, formado há dois anos em teologia. Após concluir o curso técnico de enfermagem em uma instituição adventista, recebeu um presente inusitado: um exemplar do livro. Adepto de rock e usuário de bebidas e drogas, Perdoncini diz que o livro foi parar no banco traseiro do seu carro por muito tempo. “O tempo passou e eu realmente cheguei ao fundo do poço. Um dia, quando conversava com minha mãe sobre algumas coisas que estava lendo na Bíblia, ouvi um barulho vindo da estante. Foi impressionante. O livro Caminho a Cristo foi o que justamente estava no chão. Comecei a lê-lo no caminho de volta para minha casa, no ônibus, e depois concluí a leitura. Ali conheci a mensagem de Deus para minha vida”, narra o jovem pastor. O resultado foi batismo e por doze anos Perdoncini vendeu livros no trabalho da colportagem, entre eles dezenas de exemplares do livro que o ajudou nessa radical mudança de vida. Hoje ele coordena o Ministério de Publicações da Igreja Adventista do Sétimo Dia na região norte do Paraná.
Influência notória – O pastor Jim Nix, diretor do White Estate, instituição responsável por zelar pelos escritos de Ellen White, comentou que os ministérios de solidariedade, saúde, educação, entre outros, são grandemente influenciados pelos livros escritos por Ellen White. Ele ressaltou, ainda, que pela biografia da fundadora adventista, seria impensável acreditar que seu ministério chegasse a esse nível. Ellen White sofreu logo cedo com doenças, não pôde concluir seus estudos e enfrentou uma vida de privações. Para Nix, graças à atuação de Deus, seus escritos se multiplicaram. No Brasil, por exemplo, a Casa Publicadora Brasileira (CPB) publicou entre 1908 e 2013 mais de 81 milhões de exemplares de livros da autora. Em espanhol, a ACES, Asociación Casa Editora Sudamericana, contabiliza 72 obras publicadas da escritora desde 1927.
Apesar de antigos, os escritos estão passando por uma atualização de linguagem e apresentação. É o caso da obra Caminho a Cristo, que ganhou nova roupagem e palavras mais fáceis de serem compreendidas pela maioria das pessoas na versão em português recém-lançada pela CPB. Ao mesmo tempo, entre os planos do White Estate estão, por exemplo, a ampliação do espaço físico da sua sede com criação de um museu nos Estados. Outra ideia é popularizar livros que falam da vida de Ellen White para crianças, adolescentes e jovens.
100 anos – De maneira prática, para a celebração dos 100 anos de seus escritos, em 2015, várias ações foram planejadas. Segundo o pastor Almir Marroni, coordenador da área na sede sul-americana adventista, o ideal é que seja implementado em cada congregação adventista um Minicentro White com acervo da escritora, realização de seminários, criação de um selo comemorativo, produção de vários livros em edições mais populares, entre outras atividades promocionais. “Esses escritos precisam ganhar mais visibilidade”, ressalta o líder. [Equipe ASN, Felipe Lemos]

E você, já leu algum livro de Ellen White? O que achou?

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox