Notícias Adventistas

Caravana gera decisões em território paranaense

Depois de quatro dias de programas por cidades paranaenses, a Caravana da Esperança encerrou suas atividades no último sábado, 13 de agosto, no Centro de Convenções de Curitiba. Apresentado pelo pastor Luís Gonçalves, evangelista da Igreja Adventista para a América do Sul, o evento foi destinado principalmente a convidados interessados pelo estudo da Bíblia.

19 de agosto de 2011

Pr. Luís Gonçalves em meio a multidão

Curitiba, PR…[ASN] Depois de quatro dias de programas por cidades paranaenses, a Caravana da Esperança encerrou suas atividades no último sábado, 13 de agosto, no Centro de Convenções de Curitiba. Apresentado pelo pastor Luís Gonçalves, evangelista da Igreja Adventista para a América do Sul, o evento foi destinado principalmente a convidados interessados pelo estudo da Bíblia.

Depois de passar por Telêmaco Borba, Ponta Grossa e Guarapuava, o encontro também foi realizado na igreja do Portão, em Curitiba, na noite de sexta-feira, 12. Da mesma forma como nos locais anteriores, Gonçalves apelou aos presentes sobre a necessidade de um posicionamento ao lado de Deus, convocando interessados a se prepararem para o batismo.

Em meio à multidão que aceitou o convite, estava Jacó Feliciano Moreira. Maria Lúcia, sua esposa, aguardava pela decisão há 28 anos. “Às vezes precisamos tomar um impacto para perceber nosso erro e mudar”, compartilha Moreira. Pai de três filhos, ele percebeu que suas atitudes estavam gerando certo afastamento entre ele e a família. “Cansei da vida que eu levava, dos tropeços. Hoje sou outra pessoa.”

Seu interesse surgiu em uma semana de oração realizada neste ano na igreja de Vila Sandra, na capital. “Após isso, minha vida começou a mudar. E a mudança vem no dia a dia com Deus”, constata. Quase três décadas depois, ele continua a estudar a Bíblia mais profundamente e será batizado ainda em 2011.

Atingindo corações – Já no sábado, no Centro de Convenções, foram realizadas três sessões do programa para que o maior número de pessoas tivesse oportunidade de acompanhá-lo. Durante as semanas que antecederam o encontro, convites foram enviados às igrejas de Curitiba e região para que fossem entregues especialmente a amigos e interessados pelo estudo bíblico.

Um deles chegou às mãos do autônomo Fernando Luís Borges, um dos mais de 2 mil participantes que compareceram ao local. Ex-adventista, ele ficou 30 anos sem contato com a igreja, mas teve seu interesse despertado novamente quando viu o DVD do pastor Luís Gonçalves. Sua mãe havia recebido uma cópia como presente, mas como não sabia operar o aparelho que reproduz a mídia, sempre pedia ao filho que a ajudasse. Borges, por sua vez, passou a ouvir as mensagens e se interessar por elas.

“O que ouvi me tocou muito. Passei a perceber que não encontrei nada lá fora. Perdi no mínimo 30 anos”, reflete. Ele também atribui seu retorno ao testemunho de outras duas pessoas. “E hoje entendi que para falar de Deus para mais gente, primeiro preciso conhecê-lo.” Seu maior desafio agora é lutar para que suas três filhas entendam o que ele entendeu e se interessem por aquilo que a igreja adventista crê. “Não vou desistir de voltar e quero levar minha família.”

Tal pensamento foi estimulado pelas palavras de Gonçalves enquanto este se dirigia os participantes da terceira sessão. “O dia em que você estiver apaixonado por Jesus, você será um evangelista. Não vai falar em outra pessoa que não seja Ele. Quando isso acontecer, as pessoas da sua cidade vão querer fazer parte desta igreja”, pontuou.

E, para ele, os resultados obtidos durante os dias em que esteve no Paraná foram especiais. “Estamos vivendo em um momento em que o impacto da mídia eletrônica se tornou forte o suficiente para alcançar pessoas e gerar decisões”, comenta. Ele compara seu DVD, por exemplo, como um folheto eletrônico que tem levado muitos a compreender a Bíblia e suas mensagens. “Estou feliz pelas decisões tomadas aqui.”

Ao todo, 758 pessoas das quatro cidades por onde a Caravana passou decidiram ser batizadas até o final do ano. O programa foi um estímulo não apenas para os membros, mas também para os líderes da igreja. Na análise do pastor Célio Longo, evangelista da Igreja Adventista na região central do Estado, o evento mostrou que há muitos interessados e que cada pessoa precisa fazer sua parte em compartilhar as verdades bíblicas.[Equipe ASN, Jefferson Paradello]

Fonte: ASN Notícias.

Notícias Relacionadas

WordPress Image Lightbox