Notícias Adventistas

AFAM valoriza o crescimento espiritual

3 de abril de 2014
Encontro reuniu esposa de pastores

Encontro reuniu esposa de pastores

São Paulo, SP… No último domigo, 30 de março, a AFAM da Paulistana  realizou um encontro especial para todas as esposas de pastores. Com o tema, “Luz do mundo e sal da terra: apenas seja!”,  a programação aconteceu na igreja do Brooklin.  Durante todo o dia, as participantes puderam interagir uma com as outras além de assistir a algumas palestras especiais. Essa parte, ficou sob a responsabilidade da professora Isolda Reis, líder dos Ministérios da Mulher, AFAM, da Criança e do Adolescente para todo o estado de São Paulo.

O objetivo principal da programação foi reabastecer as energias das esposas de pastores, que são mulheres que também se entregam para o ministério. Ser cristãs de fato foi o tema principal. E para ajudar nesse processo, o encontro teve a proposta de incentivá-las nessa decisão. “Que elas nunca esqueçam de Jesus na vida”,  diz Marcia de Oliveira, diretora da AFAM da Paulistana.

Esses encontros são fundamentais para o relacionamento daqueles que tem a responsabilidade de serem as coauxiliadoras dos pastores nas igrejas. Por, assim como os pastores, viverem muitas vezes exclusivamente nas igrejas onde “trabalham”, a reunião serve como um momento de reencontro. “Para mim, o mais importante, é poder rever minhas amigas e fortalecer o companheirismo”,  declara a psicóloga Carla Storch, da igreja do Brooklin.

O objetivo do evento foi reabastecer a energia das mulheres

O objetivo do evento foi reabastecer a energia das mulheres

Elis Carvalho,  de Jardim Utinga, ressalta a importância de tais encontros para quem ainda é nova. O número de informações que se tornam úteis para a prática nos distritos é grande. Contudo, também valoriza o nível de amizade que cresce a cada encontro da AFAM.

Para a palestrante do dia,  as esposas de pastores são mulheres de grande influência. E é justamente em coisas pequenas, como encontros para se rever amigas, que elas devem ser a “luz do mundo”, e preservar a essência do cristianismo no meio em que vivem. “Não é preciso dar sermões, é preciso apenas viver. Através da oração, comunhão diária com Deus e o testemunho. ”, diz Isolda. [Equipe ASN, Gabriel Stein de Servi]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox