Notícias Adventistas

Mineiros sofrem com enchentes provocadas por fortes chuvas no Estado

Mais de 30 mil moradores tiveram que abandonar suas casas desde o início das enchentes, há duas semanas.

26 de dezembro de 2013
enchente-minas

Cidades estão debaixo d’água

Belo Horizonte, MG… [ASN] Milhares de famílias mineiras estão desabrigadas desde o início das fortes chuvas que castigam o Estado nesse final de ano. Em Aimorés, mais de 7 mil pessoas perderam tudo e tiveram que deixar suas casas. Escolas e centros comunitários viraram abrigos improvisados. Além de Aimorés, as cidades de Mantena, Governador Valadares, Conselheiro Pena e Ipatinga decretaram estado de emergência.

enchente-minas

Alessandro Garcia teve a lanchonete devastada pela enchente, mas agradece porque as filhas e esposa não não sofreram nenhum dano físico

Alessandro Garcia, teve a sua lanchonete invadida e devastada pela correnteza d’agua. Apesar do susto, ele não perdeu o ânimo e acredita que conseguirá recuperar o prejuízo. “Perdi parte do estoque de salgados, pois a água entrou em todos os freezers, mas apesar de tudo, quando entrei na lanchonete de madrugada, olhei para o céu e agradeci a Deus porque ele preservou a vida da minha família”, emociona-se. Além dele, vários moradores espalhados por Aimorés e pelas demais cidades atingidas pelas enchentes também estão sofrendo com o caos que se alastrou pelo leste de Minas.

Já em Mantena, no Vale do Rio Doce, o prefeito Wanderson Eliseu decretou estado de calamidade no município, sendo que centenas de famílias tiveram que abandonar suas residências. De acordo com o prefeito, a maior necessidade é de alimentos e água potável, pois as duas adutoras que abastecem a cidade se romperam. “A situação está muito difícil porque tínhamos acabado de limpar a cidade da enchente da semana passada, mas ontem veio uma nova tempestade e alagou 80% dela. Nossos moradores perderam muitos bens materiais, mas graças a Deus não tivemos nenhuma vítima fatal”, explica Eliseu. “Estamos distribuindo para as famílias as cestas básicas arrecadadas na campanha do Mutirão de Natal, além de doações vindas do governo estadual, mas precisamos de mais donativos porque as necessidades são tremendas”, completa.

Desde a semana passada, equipes da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) estão prestando socorro às pessoas atingidas por esses desastres climáticos. Devido à gravidade da situação, a Agência montou um plano de emergência a fim de intensificar tanto a ação dos voluntários quanto as doações.

A ADRA está apoiando inicialmente cerca de 400 famílias em Aimorés com uma cesta de alimentos suficiente para uma família de 5 pessoas para um período aproximado de 30 dias.

Para doações, utilize as opções abaixo:

Depósito bancário

Bradesco – Agência: 3416  Conta Corrente: 30050-0  CNPJ: 01.467.063/0001-15  ADRA Brasil

Acesso pelo site

https://doacoes.adra.org.br/Corporate1/newdonation/adra.html?project=5303g

[Equipe ASN, Luzia Paula com informações do G1 – globo.com]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox