Notícias Adventistas

ADRA: Simpósio enfoca solidariedade em todas as suas formas

O doutor Reinaldo Siqueira falou sobre o tema “’Então romperá a tua luz como a alva!’ – Isaías 58 e a missão e a natureza da Igreja Adventista”. De acordo com suas palavras a Igreja Adventista do Sétimo Dia é a Igreja “reparadora e restauradora profética”.

15 de maio de 2013
ADRA Simposio enfoca solidariedade em todas as suas formas

Especialidades de ações sociais integram clubes de desbravadores com área de solidariedade adventista

Brasília, DF… [ASN] Na terça-feira, 14 de maio, durante a programação do Simpósio Adventista de Solidariedade, organizado pela ADRA – Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais – houve cinco momentos especiais com palestras focadas em temas relacionados com a importância da solidariedade. O evento acontece na sede sul-americana da Igreja, em Brasília, e segue até o dia 16 de maio. O primeiro momento foi do doutor Elias Brasil de Souza que abordou a “Solidariedade no Antigo Testamento”. Segundo ele o Antigo Testamento bíblico destaca três categorias de pessoas que são consideradas especialmente vulneráveis: a viúva, o órfão e o estrangeiro. O texto bíblico ainda apresenta a solidariedade em forma de lei e como estilo de vida para os profetas. O palestrante fechou sua apresentação mencionando o maior de todos os exemplos de solidariedade: Jesus.

O doutor Reinaldo Siqueira falou sobre o tema “’Então romperá a tua luz como a alva!’ – Isaías 58 e a missão e a natureza da Igreja Adventista”. De acordo com suas palavras a Igreja Adventista do Sétimo Dia é a Igreja “reparadora e restauradora profética”. Dentro deste contexto a importância do capítulo 58 de Isaías foi destacada. Para o pastor Reinaldo há aí dois focos principais: a obra de solidariedade e a obra religiosa.

Sábado e ações sociais – Seguindo com a série de palestras sobre solidariedade, o doutor Alberto Timm, explanou sobre “As ações sociais e o sábado”. A Bíblia registra que Jesus realizou sete milagres em dias de sábado. Em quase todos Jesus enfrentou as duras palavras de homens prontos a repreendê-Lo por fazer curas aos sábados. O enfoque da palestra do doutor Timm foi voltado para a seguinte declaração “ao mesmo tempo que somos instados a deixar de lado nossos p
O professor da Andrews University, Dr. Wagner Kuhn, ressaltou em sua apresentação que na história das igrejas cristãs, um dos erros cometidos foi a ênfase demasiada sobre o que ele chama de evangelho social. Ele destacou que o planejamento e organização são importantes para as atividades sociais, porém alertou para o risco da institucionalização do serviço ao próximo.róprios interesses durante o sábado (Êxodo 20:9; Isaías 58:13), também somos animados pela orientação de que está permitido fazer o bem aos outros no sábado (Mateus 12:12)”.

Justiça social – A diretora do Serviço Comunitário Adventista e Assistente para Escola Sabatina e Ministério Pessoal para a Igreja mundial, doutora May-Ellen Colón, fez suas considerações sobre o tema “Justiça social para as mulheres: desfazer a obra de Satanás”. Ela mencionou números que evidenciam as difíceis condições em que se encontram a maioria das mulheres no mundo e ofereceu a receita que Jesus utilizou para modificar esta situação: sociabilizar, simpatizar, servir e salvar.

Os trabalhos do Simpósio na terça-feira foram encerrados com um programa em que foi destacada a importância da integração entre todos os departamentos da igreja Adventista. Foram apresentadas parcerias entre ADRA, Ministério Pessoal (Pequenos Grupos), Ministério da Criança, Missão Global, Desbravadores e Área Feminina da Associação Ministerial. [Equipe ASN – Márcia Ebinger]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox