Notícias Adventistas

“A Grande Esperança” reúne 10 mil pessoas em Sumaré

As palavras do pastor Erton Kohler, presidente da Igreja Adventista para a América do Sul, despertaram a vocação missionária de fiéis presentes ao lançamento da campanha “A Grande Esperança” na Associação Paulista Central

19 de setembro de 2011

Sumaré, SP …[ASN] Um livro em cada casa, e finalmente vamos para a casa. As palavras do pastor Erton Kohler, presidente da Igreja Adventista para a América do Sul, despertaram a vocação missionária de fiéis presentes ao lançamento da campanha “A Grande Esperança” na Associação Paulista Central, sede adventista para 81 cidades da região central de São Paulo. No domingo 18 de setembro, na estância Árvore da Vida, em Sumaré, SP, a 114 km da capital, mais de 10 mil adventistas lotaram cerca de duas centenas de ônibus e se dedicaram durante o dia inteiro a um estado de prontidão para um surpreendente desafio: distribuir 1,7 milhão de exemplares do livro missionário “A Grande Esperança”, uma edição condensada do livro “O Grande Conflito” – best-seller escrito em 1858 por Ellen White que descreve o conflito cósmico entre as forças do bem e do mal e o futuro da humanidade. Nesta região, existem cerca de 1,7 milhão de residências, onde vivem mais de 5 milhões de pessoas.

Os números traduzem uma tarefa que parece imensurável. Se a missão fosse

concentrada em apenas um ano, seria preciso entregar mais de 4,6 mil livros por dia. A campanha iniciará ainda este ano. Entre outubro e novembro, voluntários se juntarão a fiéis de Jaú, Pirassununga, Leme, Mococa, São João da Boa Vista, Socorro e Itatiba, para distribuir livros missionários nestas cidades. Espírito Santo do Pinhal, Itapira, Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista e Cabreúva também serão alcançadas nesta etapa. O restante será coberto a partir de março de 2012, quando haverá a mobilização nacional. Para dar conta disso, cada um dos 26 mil fiéis representados pela associação devem distribuir uma média de 65 livros.

A jornada sinaliza um esforço evangelístico fora do comum. Líderes e coordenadores da campanha acreditam que a Igreja está preparada para este desafio. No grande encontro da Árvore da Vida, em Sumaré, mais de 10 mil pessoas deram a primeira resposta de que aceitam sair de casa em casa, entregando livros e falando de esperança para o mundo. Algo que impressiona pelo paradaxo. Em um planeta assombrado pelas tragédias recentes e com futuro incerto na sua condução política e econômica, voluntários baterão à porta da casa das pessoas e, como outsiders espirituais, enviarão através do livro uma mensagem de que um novo mundo está sendo preparado e dará fim ao sofrimento e dor da humanidade. “O mundo está caindo violentamente, e a Igreja está levantando poderosamente”, disse o pastor Erton Kohler, uma aliteração que caiu no gosto do auditório e foi imediatamente repetida em perfis de mídias sociais.

O entusiasmo do líder sul-americano contagiou os fiéis. Valmir Alves, de Campinas, pretende distribuir 10 livros por mês. “Tenho orgulho de ver a Igreja de Deus preocupada com a salvação dos outros”, disse. Arodi Moro, de Sumaré, ajudou sua igreja a distribuir 3 mil livros no ano passado. Nesta campanha, fará um esforço para doar 100 livros mensalmente.

Cidade Esperança – Além do presidente da Igreja para a América do Sul, o impacto ocorrido no domingo contou com a presença dos pastores Vilmar Hirle, diretor mundial de Publicações da Igreja, José Carlos Lima, diretor geral da Casa Publicadora Brasileira, Domingos Sousa, presidente da Igreja para o Estado de São Paulo, e outras autoridades religiosas. O quarteto Arautos do Rei e a dupla de apresentadores do programa Na Mira da Verdade, da TV Novo Tempo – Leandro Quadros e Tito Rocha – também participaram. O apresentador Cid Moreira foi um dos destaques, recitando trechos do livro missionário A Grande Esperança. A realização da Casa Aberta, com a venda de livros e alimentos, e uma réplica do santuário do povo hebreu foram atrações assistidas por mais de 5 mil pessoas.

O pastor Oliveiros Ferreira, presidente da Associação Paulista Central, apresentou o

plano que envolverá a distribuição dos livros. O líder conclamou os presentes a não observarem a disseminação dos livros como um fim em si. “O nosso desafio não será apenas distribuir os livros, mas envolver a Igreja em um grande projeto missionário”, disse. Para isto, o pastor Ferreira explicou que um programa de computador vai mapear toda a geografia urbana das 81 cidades, com levantamentos precisos sobre a população de cada quarteirão, o número de fiéis próximos a pessoas que desejam estudos bíblicos e que receberão o livro missionário. “É um trabalho que ficará para a vida inteira”, afirmou.

 

O impacto na Associação Paulista Central acontecerá de 2011 a 2013 e terá quatro etapas. Envolverá apelos e programas para o reavivamento espiritual dos fiéis, impactos nos distritos pastorais, recrutamento e capacitação de voluntários para a entrega dos livros e participação em projetos sociais já existentes, que serão sistematizados pela campanha Cidade Esperança – um protocolo de intenções sociais entre a igreja e os governos municipais. Ao longo da campanha, as mobilizações evangelísticas ocorrerão nos distritos, com o apoio dos novos evangelistas para a região central de São Paulo, os pastores Robson Menezes e Antonio Matos Alencar. “O momento é de foco e de preparação. Este é um desafio monumental, e Deus está chamando a todos os fiéis da Associação Paulista Central a aceitarem o desafio de evangelizar todas as residências. Quando isto acontecer, a mensagem dos acontecimentos finais chegará a todas as famílias de nossas cidades”, disse o pastor Oliveiros Ferreira. (Com reportagem de Vanessa Moraes e Suzaeny Lima)

Entenda as quatro etapas do Impacto missionário A Grande Esperança na Associação Paulista Central

1. Reavivamento e Reforma

1.Haverá a implantação do Projeto das 40 Madrugadas

2.Será criado o Plantão de Oração das igrejas

3.Ocorrerá a distribuição dos materiais de Oração Intercessória

4.Serão realizadas vigílias e também estudos sobre reavivamento e reforma (Comunhão e Ação)

 

Distribuição do livro missionário para 1,7 milhão de lares

Ocorrerá em duas etapas. A primeira, entre outubro e novembro de 2011, abrangerá um anel geográfico envolvendo sete distritos pastorais. A segunda etapa, de março a dezembro de 2012, completará o restante da região. No momento, a associação está providenciando o mapeamento e demais detalhes operacionais da campanha.

 

Cidade Esperança

Uma campanha jamais ocorrida vai sistematizar e implantar nas cidades todos os projetos sociais da Igreja Adventista (Vida por Vidas, Quebrando o Silêncio, Dia de Esperança para o Planeta, Mutirão de Natal, Oficinas). Haverá parcerias com prefeituras, que assinarão o Protocolo “Cidade Esperança” reconhecendo o projeto.

Impacto distrital

Os distritos realizarão projetos como Reavivamento e Reforma, distribuição do livro missionário em cada residência, implantação da Escola de Crescimento de Igreja e Estudos Avançados em Teologia, séries de evangelismo (pastor distrital, evangelista voluntário e evangelista da APaC), Projeto Cidade Esperança e Plantio de Igrejas. [Equipe ASN, Heron Santana]

Fonte: ASN Notícias

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox