Notícias Adventistas

Votada declaração de consenso sobre a Teologia da Ordenação

Reunião foi presidida por dois vice-presidentes mundiais da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Artur Stele, presidente da Comissão de Estudo da Teologia da Ordenação, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, dirige o grupo em 23 de julho perto de Baltimore.

Artur Stele, presidente da Comissão de Estudo da Teologia da Ordenação, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, dirige o grupo em 23 de julho perto de Baltimore. Foto: Ansel Oliver

Maryland, Estados Unidos… [ASN] Por uma votação de 86 a 8 (uma proporção de quase 11 a 1), os delegados da Comissão de Estudo Sobre Teologia da Ordenação da Igreja Adventista (TOSC) concordaram aprovar uma declaração de consenso sobre a teologia adventista da ordenação. O voto significou um apoio inicial ao objetivo que os líderes da TOSC têm de avançar unidos através dos temas que apresentam grandes desafios em relação com a discussão da ordenação por parte da igreja.
Segundo a declaração, “os adventistas entendem que a ordenação, num sentido bíblico, é a ação pela qual a igreja reconhece publicamente os que o Senhor chamou e capacitou para o ministério da igreja local e mundial”. Os exemplos bíblicos de pessoas que foram ordenadas incluem os anciãos/anciãos supervisores e os diáconos, diz o documento, assim como “os anciãos itinerantes que supervisavam territórios mais extensos de múltiplas congregações”.
Ao explicar a função da pessoa que é ordenada, a declaração segue dizendo: “No ato de ordenação, a igreja confere autoridade representativa aos indivíduos para a obra específica do ministério para a qual são designados. Isso pode incluir representar a igreja; proclamar o evangelho; administrar a Santa Ceia e o batismo; estabelecer e organizar igrejas; guiar e alimentar os membros; opor-se aos falsos ensinos; e prestar serviços gerais para a congregação”.
Diferentemente das crenças de algumas outras religiões cristãs, no entanto, a ordenação adventista do sétimo dia “não confere qualidades especiais aos ordenados nem introduz uma hierarquia régia na comunidade da fé”.
A aprovação do documento ocorreu no segundo dia do segundo encontro de 2013 dos membros da TOSC, que se encontraram em um centro de conferências. A comissão esteve presidida por Artur Stele, um dos vice-presidentes da Igreja Adventista mundial e diretor do Instituto de Investigações Bíblicas da Associação Geral e por Geoffrey Mbwana, outro dos vice-presidentes gerais e vice-presidente da mesma comissão.
Concordar com uma teologia da ordenação é preparatório para a outra tarefa da TOSC, que é discutir a ordenação da mulher ao ministério do evangelho. A TOSC tem o mandato de produzir materiais de discussão e de fazer recomendações para que sejam votadas no Congresso da Associação Geral 2015, que será realizado em San Antonio (Texas, Estados Unidos). [Equipe ASN, Mark A. Kellner]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox