Notícias Adventistas

Tribo indígena no Amazonas agora tem templo adventista

Batismo de 30 pessoas na Comunidade de São Tomé faz parte de expansão missionária no interior do Amazonas.

Na região Norte do Brasil, ministério com indígenas é forte e tem crescido nos últimos anos

Na região Norte do Brasil, ministério com indígenas é forte e tem crescido nos últimos anos

São Tomé, Amazonas … [ASN] No último domingo, 21, foi realizado o batismo de 30 membros da tribo Baré do Rio Negro, localizada na Comunidade São Tomé, próximo a Novo Airão, a aproximadamente duas horas de barco de Manaus.

No sermão, que antecedeu a cerimônia de batismo, ministrado pelo líder dos pastores para região central do Amazonas, Sérgio Alan, foi abordado tema sobre o amor de Deus e de como os cristãos devem demonstrar esse amor, trabalhando para alcançar pessoas para o reino dos céus.
A mensagem do sermão levou ao público presente a uma profunda reflexão acerca do trabalho da irmã adventista Maria Augusta Fonseca, que foi a São Tomé trabalhar como gestora de escola naquela comunidade e, após algum tempo fazendo amizade com os índios e moradores do local, observou que ali não havia a presença adventista. Ela começou, então, juntamente com o esposo, um intenso trabalho para a organização de um pequeno grupo.
Como uma verdadeira missionária, Augusta comunicou ao pastor do distrito de Novo Airão, Márcio Greyck, acerca do desejo dos índios de aprender sobre a palavra de Deus. O pastor, juntamente com a sua equipe visitaram o local, planejaram e começaram o evangelismo que, durante este mês de julho, resultou no batismo de quase toda a tribo.
De acordo com o coordenador distrital, os jovens e adultos que participaram daquele evangelismo surpreenderam a organização da série de conferência ao demonstrar muita sede da palavra de Deus. “O Senhor nos chamou e atendemos ao chamado para saciar a sede espiritual daquele povo. É uma enorme satisfação trabalhar para levar, aos diversos povos, esse evangelho de salvação”, afirma Greick.
Conforme o pastor, as reuniões acontecem, atualmente, no galpão de atividades comunitárias. Mas um terreno dentro da comunidade já foi doado para a construção da igreja, que irá abrigar os novos irmãos de São Tomé. [Equipe ASN, Rosângela França]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox