Notícias Adventistas

O verdadeiro super herói é apresentado durante Aventuri da AES

O colorido das bexigas, portais e bandeiras são parte da alegria das crianças que participam do evento que acontece a cada dois anos

Aventuri-aesQuinhentas crianças participaram do Aventuri da Associação Espírito Santense, realizado no CATRES, em Guarapari, neste final de semana. O evento teve como tema Jesus meu herói, e apresentou para os aventureiros os poderes milagrosos do único super herói de verdade.
As portas dos chalés onde as crianças ficaram alojadas foram enfeitadas como portais. Com vinte crianças, o clube Sol da Esperança, de Aracruz, personalizou a decoração apresentando cada aventureiro do clube. Sóis com a foto de cada criança e também lima boneca em miniatura.
A instrutora de cartão Maria Ângela Francisco Pereira foi a decoradora do chalé, e mostra também com orgulho as fotos das atividades realizadas pelo clube que participou pela primeira vez do aventuri em 2010. A aventureira Bruna Borges Mercedes, de 8 anos, mostrou com orgulho o sol e a boneca que a representava.
O pastor Paulo Prazeres, líder dos aventureiros na AES, destaca e elogia a participação dos voluntários da direção dos clubes, que realizam atividades durante todo o ano e são responsáveis pela formação do caráter destas crianças. “Diariamente nossas crianças são bombardeadas com imagens de heróis que não são uma boa referência para ninguém, e nós precisamos mostrar quem é realmente o grande herói do mundo, Jesus”, salientou.
O evento teve muita música, a investidura em lenço de mais de cem aventureiros e o batismo de crianças e líderes.

Evangelismo também com as famílias

Desde o dia que assistiu a participação dos aventureiros em um desfile cívico, Maira Braz Barros, de 8 anos, não deixou a mãe, Rosimairy Elias Braz Barros, sossegada, até descobrir quem eram aquelas crianças e ser matriculada no Clube Pedras Preciosas.
Junto com ela também foi matriculado o amigo de natação Edsandro Mateus, de 9 anos. “Ele faz muitas atividades, como música, natação; mas fala que os aventureiros é a melhor parte”, conta a mãe, Ana Ramos, que fez questão de assistir o programa de sábado. Ela afirma ainda que o filho tem levado para casa o aprendizado sobre a Bíblia, especialmente falando sobre o sábado. As duas famílias são pentecostais.

Bárbara e sua mascote

Bárbara e sua mascote

Aventura que não tem idade

Participar de um clube de aventureiros é muito divertido, especialmente para as crianças que têm muita energia. Mas e para os líderes? Para eles também, é o que garante Maria da Gloria Matos Gomes, de 67 anos, conselheira do clube Marlim Azul, de Colatina.
Ela já criou os filhos, mas tem paixão pelo trabalho com crianças, e há um ano resolveu também atuar com o clube de aventureiros. “Com as crianças aprendi a amizade e o amor verdadeiro”, garante. Ela ainda se mostra satisfeita pelo trabalho que os clubes desenvolvem com as crianças e famílias. “Só neste ano foram batizados cinco aventureiros”, relata.

Veja mais fotos em www.facebook.com/aesvitoria

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox