Notícias Adventistas

Quebrando o Silêncio enfatiza inclusão e superação de traumas em 2012

No mundo, a violência é um problema que preocupa principalmente em relação a mulheres, crianças e idosos. Segundo dados da International Rescue Committee, uma em cada três mulheres no mundo sofre violência doméstica. Ainda de acordo com o estudo da ONG, a violência é um problema global e que a proporção de mulheres vítimas de violência doméstica é de 37% no Brasil. Se o assunto é criança, o Brasil também tem números preocupantes quanto a abuso. Dados do sistema de Vigilância de Violências e Acidentes do Ministério da Saúde mostram que a violência sexual em crianças de zero a nove anos é o segundo maior tipo de violência mais característico nessa faixa etária. Em 2011, foram registradas 14.625 notificações de violência doméstica, sexual, física e outras agressões contra crianças menores de dez anos. A violência sexual contra crianças até os nove anos representa 35% das notificações.

Em 2012, o projeto Quebrando o Silêncio, uma iniciativa mundial de combate à violência doméstica coordenado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em todo o mundo, tem duas ênfases especiais. Uma das ênfases está relacionada ao público infantil e diz respeito à inclusão. A outra ênfase, para os adultos, tem a ver com a superação de traumas no caso de mulheres, crianças e idosos. “Essas ênfases estarão presentes nas passeatas, fóruns, nos artigos de nossa revista e mesmo na abordagem que estamos fazendo nos eventos dentro e fora de nossas igrejas”, comenta Wiliane Marroni, coordenadora sul-americana.

Saiba mais sobre esse projeto, seus principais resultados e os materiais da campanha através do site www.quebrandoosilencio.org e siga o twitter @quebrasilencio.

WordPress Image Lightbox