Notícias Adventistas

Projeto reúne mais de 16 mil doadores voluntários de sangue

O projeto Vida por Vidas da Igreja Adventista do Sétimo Dia reúne doadores voluntários de sangue, plaqueta e medula óssea do Brasil, Equador, Chile, Peru, Bolívia, Paraguai, Uruguai, Argentina. Entre 2014 e o primeiro trimestre de 2017 já coletou 297.465 bolsas de sangue e conta com um banco de cerca de dois milhões de inscritos para doação de medula. Só no Brasil, 15.559 bolsas de sangue foram coletadas entre janeiro e março deste ano. Se uma bolsa pode salvar até três vidas – como aponta o Ministério da Saúde – as doações do primeiro trimestre alcançaram mais de 46 mil brasileiros. E no Dia Mundial do Doador de Sangue, deve mobilizar pelo menos mil jovens com ações em hemocentros de todo o país.

Campanha

A campanha para 2017 recebe o título “O bom sangue é feito de bons hábitos” e trabalha estilo de vida saudável baseado no que chamamos de oito remédios naturais: água pura, ar puro, alimentação saudável, exercício físico, luz solar, descanso, equilíbrio (temperança) e confiança em Deus. Tais hábitos possibilitam o voluntário a ser doador sempre que necessário (e possível) e permitem que o sangue coletado não precise ser descartado e faça parte dos estoques nacionais.

O projeto Vida por Vidas faz parte do Ministério Jovem da Igreja Adventista e tem sido acionado para atender necessidades emergenciais em toda América do Sul.  O coordenador da inciativa, pastor Carlos Campitelli, acredita que a doação voluntária vai além de um gesto de amor e compaixão. “Vem junto o valor da conscientização. A população consegue ser contagiada por jovens com uma atitude diferente”, afirma.

Em 2011, o projeto recebeu um certificado de reconhecimento do Ministério da Saúde por desenvolver ações de doação voluntária.

Assessoria de Comunicação da Igreja Adventista do Sétimo Dia

CONTATOS 

Felipe Lemos | felipe.lemos@adventistas.org

Aline do Valle| alinerochadovalle@gmail.com

 

 

 

 


Comentários

WordPress Image Lightbox