Notícias Adventistas

Reportagens destacam combate à violência doméstica

Carreatas e uma passeata movimentaram os municípios de Serra e Vitória, no Espírito Santo.

qsvitoria

As crianças se uniram aos adultos no coro que pede o fim da violência doméstica

Vitória, ES… [ASN] “Eu vou balançar esta bandeira com toda minha força, em homenagem à minha irmã”, disse, emocionada, a dona de casa Maria José de Souza. A irmã, Indembley José de Souza, foi assassinada aos 42 anos, em 2011, em um caso de violência doméstica que virou manchete nos principais jornais. “Se soubéssemos que ela estava sendo ameaçada ou agredida, nós teríamos denunciado, com toda certeza”, afirma, dizendo que é por isso que a campanha Quebrando o Silêncio.

Três carreatas e uma passeata movimentaram os municípios de Serra e Vitória, no Espírito Santo, em um protesto contra a violência doméstica, especialmente em relação à mulher. O Estado é o campeão nacional de mortes de mulheres em casos de violência doméstica, e na capital, para cada 100 mil mulheres, 13 são assassinadas.
Anthony Benezzolly, de dez anos, foi levado pelos tios para a passeata. O menino sabe de cor os telefones de denúncia para vítimas de violência doméstica. “Tem que ligar 100 se for criança e 180 se for mulher”, diz, seguro.

Assim como ele, muitos Desbravadores e homens se juntaram ao coro feminino, com gritos de guerra para o fim da violência. A passeata percorreu parte da orla de Vitória, e chamou a atenção também dos motoristas que circulavam pela região.
No encerramento, a concentração na Praia de Camburi contou com a participação do cantor Marquinhos Maraial.

Um campanha que muda o futuro das gerações

Tatiana Xavier é membro da igreja de Novo Horizonte e conta que durante toda a adolescência viu a mãe ser agredida pelo pai. “Mas eu não sabia que aquilo era errado, eu não compreendia. Quase que o ciclo se repetiu na minha vida. Eu também apanhei do meu marido, mas resolvi dar um basta quando conheci os adventistas e vi que o plano de Deus era o amor e não a violência”, conta. Ela fala que a filha, hoje adolescente, tem bastante conhecimento sobre os direitos.

A iniciativa da Igreja Adventista foi destaque nos principais canais de imprensa do Estado. Emissoras de TV afiliadas da Globo, Record e SBT realizaram reportagens enfocando a relevância do protesto.

Veja aqui a reportagem da TV Globo: http://adv.st/18WAsXJ [Equipe ASN, Francis Matos]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox