Notícias Adventistas

Projeto Superação vai transmitir mensagens de esperança

Salvador, BA…[ASN] Um encontro para estabelecer metas e exercitar a fé de setenta homens e mulheres que se colocam a disposição de Deus para realizar um nobre trabalho: transmitir a mensagem de esperança através da venda de literaturas. Essa é a definição do lançamento do projeto ‘Superação’, realizado pelo setor de Publicações da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) em Salvador (BA).

Conhecidos como colportores, esses missionários encaram grandes desafios para cumprir o propósito de evangelizar. Por entender essa realidade, a IASD da região decidiu lançar o projeto ‘Superação’ para motivá-los neste período desafiador: o inverno. “Aqui os colportores terão a chance de superar seus alvos e realizar seus sonhos. Eles estabelecem as metas e saem para realizar as vendas” disse o líder de publicações para Salvador e Região Metropolitana, pastor Erinaldo Lima. Com uniforme, squeeze, caneta padronizada e até um guarda chuva personalizado, os participantes do encontro puderam sonhar com bons resultados durante o desempenho das atividades.
“Eles são dedicados. E comprovam a teoria de que o ser humano transformado por Cristo, poderá transformar o mundo” disse o secretário da IASD para a Grande Salvador, pastor Willian Oliveira. A programação foi recheada de músicas, oração, compartilhamento de ideias e vivencias. Para a líder da equipe dos universitários e estudante da Faculdade Adventista da Bahia (IAENE), Josenilda Cruz, a realização de eventos como esse favorecem a motivação no desempenho do trabalho. “Recrutei trinta estudantes do IAENE e eles estão motivados para se superar”, informou.
E aqueles que desejam ingressar na faculdade também estão inseridos no contexto. “Além de nos empenharmos para salvar pessoas, temos a oportunidade de nos profissionalizarmos com a possibilidade de ingressarmos no curso superior”, contou com expectativa Silvana Sevilha. Os que entendem a colportagem como um chamado de Deus para propagação das verdades bíblicas durante tempo integral também estiveram no programa. “Minha vida é desenvolver esse trabalho. Sou feliz.”, disse o líder do grupo, Silas Daltro.

Na ocasião as esposas dos colportores tiveram a oportunidade de expor seus sonhos. Estes foram literalmente retratados para seus esposos. “Elas precisam de um suporte, por isso, adotamos em nossa região a ideia da Associação Feminina das Esposas de Colportores (AFEC), para auxiliá-las na contribuição com o trabalho dos seus respectivos maridos”, explicou a diretora da Associação, Sabrina Lima. Após o evento todos se reuniram para participar de um almoço de confraternização. [Equipe ASN, Thaiane Firmino]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox