Notícias Adventistas

Projeto “Fazer o bem, que mal tem?” movimenta Goiás

Ações sociais são foco de jovens goianos.Goiânia, GO… [ASN] Os jovens da Igreja Adventista no Estado de Goiás foram desafiados a realizarem não apenas ações sociais durante o ano, mas fazer o bem de maneira prática. E uma dessas maneiras, propostas pelo projeto “Fazer o bem, que mal tem?” foi a revitalização de uma casa.
No ultimo domingo, pela manhã, os jovens da igreja do Setor Coimbra receberam a equipe do Centro de Mídia da Associação Brasil Central, que administra a Igreja no Estado, para registrarem, desde o começo, a decisão que haviam tomado de derrubar e reconstruir a casa do senhor Juditi e da dona Generina. “É quase impossível viver nesta casa. A umidade tomou conta desde o alicerce até o telhado, e por serem idosos a preocupação com a saúde é ainda maior”, conta o pastor da igreja, Denison Cavalcanti.

O casal foi escolhido pelos jovens porque tem uma bonita história de dedicação com as coisas de Deus. Juditi foi colportor por muitos anos, inclusive, a casa que hoje já não abriga adequadamente o casal, foi construída com a venda de literaturas. A bicicleta que usava para percorrer as ruas de Goiânia é guardada carinhosamente, e como ele mesmo exclamou alegre: “Esta é minha relíquia”. Sua esposa já não tem a memória tão clara, porém consegue se lembrar do trabalho que seu esposo realizava e ainda agradece emocionada dizendo “eu sei que meu Redentor vive”.

Na visita ao casal estiveram presentes não só a equipe jovem, mas também o presidente da ABC, pastor Walmir Rosa, o idealizador do projeto, pastor Guilherme Chateaubriand, e o líder de jovens para a América do Sul, pastor Areli Barbosa.

Do outro lado da cidade, na Vila Rosa, outro grupo de jovens também praticava o bem. A casa de tábua, escolhida pela equipe para realizar a ação, será substituída por paredes de tijolos. Longe do conforto, a família de Eduardo vive com muitas dificuldades em meio ao matagal e ao chão barrento. Emocionado com o presente diz: “Eu tinha certeza de que Deus seria fiel com minha família. Não tenho como agradecer estes jovens, mas sei que estão sendo usados por Deus”. [Equipe ASN – Tatiane Lopes]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox