Notícias Adventistas

Programa sul-americano ensina sobre evangelismo de forma prática

Curitiba, PR…[ASN] Pastores do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina participaram de um programa que vem preparando evangelistas na América do Sul. Na União Sul-Brasileira (USB), o projeto chamado de Evangelismo Escola aconteceu nas cidades de Criciúma e Tubarão, em Santa Catarina. Quarenta e três pastores distritais, além de departamentais de Evangelismo e Ministério Pessoal da USB participaram da iniciativa.

Trata-se de um programa oficial da Igreja Adventista para oito países da América do Sul. “E nosso plano é alcançar todos os pastores”, explica o evangelista da Divisão Sul-Americana, pastor Luís Gonçalves. Esse objetivo deve ser alcançado num período de cinco anos.

 

Na escola, a dimensão prática do processo de aprendizagem é uma etapa fundamental. “Temos chamado, aliás, de Evangelismo Escola e não de escola de evangelismo. Isso porque o foco está no evangelismo. A ideia é fazer o evangelismo transformando-o em uma escola”, esclarece Gonçalves. Os pastores assistem às aulas expositivas de manhã, à tarde realizam visitas missionárias e à noite vêem na prática os conceitos ensinados pela manhã. “Não queremos que fique só na teoria”, frisa.

 

A oportunidade de aplicar de forma prática conceitos e estratégias evangelísticas vem por meio de um modelo integrado com séries de evangelismo público, como aconteceu na região de Santa Catarina. Durante uma semana, os alunos exercitaram o aprendizado nas conferências realizadas nas cidades de Criciúma e Tubarão. “O Evangelismo Escola é uma oportunidade única e importante para os pastores. É uma reciclagem e, ao mesmo tempo, uma forma de aprender técnicas e conceitos com professores que atuam como evangelistas há muitos anos. Além disso, os pastores tem a oportunidade de ser usados por Deus para levar pessoas à decisão, pois ao longo das noites de programação, eles pegam os nomes e endereços dos interessados que atendem os apelos e, no dia seguinte, fazem um trabalho de visitação”, explica Evandro Fávero, coordenador de evangelismo da Igreja Adventista no Sul do Brasil.

 

Da combinação entre prática e troca de experiências com colegas vindos de regiões distintas, surgiram conhecimentos que Vagner de Oliveira levará para o seu campo de atuação. Pastor distrital há seis meses, ele atende Igrejas Adventistas na região de São Gabriel, no Rio Grande do Sul. “Você percebe ali aquela dificuldade que enfrentou no distrito, naquela região, lança a questão para o grupo, o assunto é debatido, vem a experiência aqui na escola e, ao praticar novamente aquele plano, percebe como aquilo pode dar certo”, sintetiza Oliveira.

 

“É muito importante vermos a liderança da Igreja investindo cada vez mais no pastor evangelista”, pontua o pastor Júlio Padilha, responsável pela área de Evangelismo na Associação Catarinense.

 

Na União Sul-Brasileira, entre os professores convidados para ministrarem as aulas estiveram os evangelistas Luís Gonçalves e Emílio Dutra Abdala, doutor na área de evangelismo e crescimento de igrejaspela Andrews University, nos Estados Unidos.

 

Esta é a sétima escola de evangelismo que acontece no território da Divisão Sul-Americana. O evento já incluiu, além do Brasil, pastores do Chile, Uruguai e Bolívia.

 

Mais recursos – Em 2013, ainda mais recursos serão aplicados pela União Sul-Brasileira na área de evangelismo, segundo informa o diretor-financeiro do escritório, pastor Davi Contri. Por isso, a Escola de Evangelismo vem reforçando também a necessidade de novos projetos na área. “Planejar, é o primeiro passo para o sucesso. Otimizamos o tempo, recursos, e potencializamos os resultados”, realça Contri.

 

Como exercício para a criação de novos planos evangelísticos de ação, os alunos do projeto realizado em Santa Catarina desenvolveram possíveis ideias e as discutiram em grupo, identificando acertos e aspectos a serem melhorados.

 

Nova visão – A liderança da Igreja Adventista na América do Sul trabalha para transmitir aos membros da Igreja uma nova visão sobre evangelismo, baseada na comunhão, no relacionamento e na missão. “É uma visão focada no discipulado, no evangelismo integrado, no evangelismo que envolve a igreja, um evangelismo com mais qualidade. A ideia é: queremos batizar muito e batizar bem”, pontua Luís Gonçalves. [Equipe ASN, Marcio Tonetti]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox