Notícias Adventistas

Programa diferenciado para mulheres reúne 200 participantes

Mulheres de várias idades aprenderam sobre outras que marcaram a história do mundoSãp Paulo, SP… [ASN] Logo no início do mês de novembro, a Associação Paulistana realizou um evento muito especial para as mulheres. Foi um encontro motivador chamado de “Mulheres que Fizeram História”. Aconteceu no Centro de Treinamento de Cotia, dos dias dois ao quatro e contou com a participação de 200 participantes. Estiveram como palestrantes convidadas a psicóloga Carla Stoch, a terapeuta Dilene Ebiger e Sonia Rigoli, diretora do ministério da mulher para o estado de São Paulo.

Foram muitas mulheres que marcaram a história do mundo por seus atos significativos. Algumas delas foram citadas no evento, como a Madre Tereza de Calcutá, Maria da Penha e Coco Chanel, por exemplo. Cada uma representa áreas importantes na vida de qualquer mulher. Como relacionamentos, educação famíliar e auto estima. “A intenção é dar motivação para que elas possam sair daqui
renovadas e animadas”, conta Sônia Rigoli.

A inspiração em personagens históricas teve uma atenção especial para Ellen White, pioneira da igreja Adventista. Ela representou o relacionamento com Deus, algo fundamental não somente para a vida das mulheres, mas para todas as pessoas. Contudo, a mulher deve entender que a condição espiritual é um ponto determinante para o bom andamento  das outras coisas que ela está exposta no seu dia a dia.

Esses elementos serviram de base para as palestras e também para o resto das atividades. Como cursos de artesanatos, um “bate-papo” com uma equipe especializada em alimentação saudável e boa forma física, além de sessões de massagens e alongamentos.

Para quem se dispôs a participar o sentimento foi de investimento reOs alongamentos físicos mostraram a importância do exercício e da boa condição do corpotribuído. “Tive a oportunidade de melhorar como um todo. Para mim mesma, para minha igreja e também para a sociedade”, declara Marta Menezes, de Guarujá.

Nadma Forti, diretora do ministério da mulher da Paulistana, afirma que o evento foi muito bom e a transformação das mulheres foi um destaque, mas o aprendizado não terminou. “Agora que elas viram o que foi feito no passado, tem que colocar a mão na massa, porque estamos vivendo o presente; temos que renovar os votos a Deus, louvando e crescendo no nome dEle”, conclui. [Equipe ASN, colaboração AP]

 

[fve]http://youtu.be/nrEIkVpawic|580|315[/fve]

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox