Notícias Adventistas

Presos aceitam estudar a Bíblia e são batizados

Certeza do perdão verdadeiro comoveu detentos, que decidiram ser batizados no fim de novembroVacaria, RS…[ASN] Nove detentos do Presídio Estadual de Vacaria tiveram a oportunidade de manifestar de forma pública a decisão de colocar a Deus em primeiro lugar participando da cerimônia religiosa de batismo.  A ocasião ocorreu no sábado, dia 08 de dezembro, em uma das salas do presídio, onde uma piscina inflável foi improvisada como tanque batismal.

Ao longo de 2012, cada um dos detentos estudou a Bíblia com os voluntários Paulo Lampert, Luiz Carlos Bueno, Vilmar Monteiro, todos membros da Igreja Adventista do bairro Petrópolis, além do pastor responsável pela igreja, Fabiano Henriques. No fim de novembro, um dos temas abordados durante o estudo foi a necessidade de demonstrar submissão a vontade de Deus por meio do batismo. Os instrutores da iniciativa, acompanhados da equipe de evangelismo da igreja na região central do Estado, apelaram ao coração dos detentos, que em seguida, firmaram o propósito de dedicarem a vida a Deus.

Após a resposta positiva dos estudantes da Bíblia, ainda havia um desafio a ser superado: conseguir uma liberação para realização da cerimônia batismal dentro do próprio presídio. No entanto, a administradora do local, Rosane Morais, surpreenderia os dirigentes dos estudos com a disposição em ajudar no que fosse necessário para que a cerimônia ocorresse no início do mês de dezembro. Na ocasião, agentes do plantão também colaboraram com o preparo do tanque improvisado.

A felicidade e a emoção eram sentimentos visíveis no rosto de cada estudante da palavra de Deus, pois o momento significava um novo começo.  “A certeza de que Deus perdoa todos os erros passados e de que eles têm uma nova família, que é a igreja, que os abraça, numa sociedade onde sofrem preconceito, foi o que mais tocou o coração deles”, ressalta o pastor Fabiano Henriques, quem realizou os batismos. [Equipe ASN, Willian Vieira]

*O registro de fotos da ocasião foi controlado pela administração do presídio, não permitindo a aparição da face dos detentos.

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox