Notícias Adventistas

Paulistana realiza a 1ª Jornada de Missão e Cura

Pastor Sidionil Biazzi, coordenador do eventoNo Feriado de Carnaval, cerca de 200 profissionais de saúde, pastores e interessados, participaram da jornada sobre saúde e espiritualidade. O evento aconteceu no Centro de Treinamento de Cotia, entre os dias 8a 13 de fevereiro, promovido pela Associação Paulistana e da Clínica Adventista Vida Natural.

O objetivo da jornada foi formar multiplicadores de um estilo de vida que previne doenças e gera bem-estar pleno. Fazem parte do currículo temas como saúde mental, doença do estilo de vida, terapias naturais e nutrição e culinária vegetarianas. O programa prevê quatro módulos, ministrados ao longo de quatro anos. Na ocasião foi realizado a primeira etapa.

O evento contou com participantes de outros paísesA enfermeira brasileira Kátia Reinert, diretora do Ministério da Saúde da Igreja Adventista para a América do Norte. Doutoranda na área de saúde mental, falou sobre o papel da fé no processo de cura. “O que a gente vê, inclusive na minha dissertação, é como as pessoas que não têm fé, esperança e um relacionamento com Deus, apresentam dificuldade de lidar com as perdas e problemas da vida,” comentou.

O palestrante Viriato Ferreira, médico angolano e diretor do Ministério da Saúde de uma das sedes europeias da Igreja Adventista, foi o responsável pelo módulo sobre doenças do estilo de vida. “Nós acreditamos que, vivendo melhor aqui, com menos doenças e sofrimento, poderemos servir melhor aos outros,” argumentou.

Saúde e arte

Professa Elisa Biazzi realizando as oficinas de culináriaAlém de aulas teóricas, houve também ensinamentos práticos. Alguns, de encher os olhos e de dar água na boca, como o seminário sobre nutrição e culinária, ministrado pela escritora Elisa Biazzi e o chef Jeadson.

O cardápio, de quase dois metros, por exemplo, era feito com letras especiais e coloridas. Ao lado do menu foi colocado um manequim que a cada refeição tinha sua vestimenta trocada. No desjejum, a artista plástica Eliane Fogel, responsável pela decoração, o vestia de rei, significando que essa deveria ser a mais importante refeição. No almoço, a vestidura era de príncipe; e no jantar, às 18 horas, o boneco era caracterizado de camponês, simbolizando simplicidade.

Momento das oficinas com diversos assuntosSegundo o diretor de saúde e temperança da Paulistana, pastor José Kowalczuk, é preciso entender a nossa missão baseada no ministério de Jesus quando esteve na terra. “Uma boa parte do seu ministério foi de curar e atender as necessidades da pessoas. Somos chamados para servir e consagrar a nossa vida, seguindo o estilo de vida deixado por Cristo”, diz.

“Quase sempre, os que amam essa mensagem e a prática dela, e procuram ajudar a outras pessoas, fazem trabalhos isolados. Não têm, às vezes, apoio, suporte de outros colegas na comunidade. Então, ter a oportunidade de um encontro, dá um espírito de solidariedade”, explicou o pastor Sidionil Biazzi, presidente da Paulistana.

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox