Notícias Adventistas

Em Cuba, colportores são treinados pela primeira vez em 59 anos

Líderes apostam em uma nova fase para o trabalho da Igreja no país na área de publicações

Colportores de todas as partes de Cuba participaram do encontro de planejamento do trabalho que será realizado na ilha (Foto: Dayami Rodríguez)

Havana, Cuba… [ASN] Pela primeira vez em 59 anos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia em Cuba reuniu recentemente dezenas de colportores (profissionais que vendem literatura cristã e de saúde) para um congresso histórico de três dias no templo adventista de La Víbora, em Havana, Cuba.

O evento, com o tema “Trazendo Esperança”, foi o passo dado na direção de remodelar o Ministério de Publicações em Cuba, começando do zero, disse Erwin González, diretor do Ministério de Publicações para a América Central.

Leia também:

Os colportores aprenderam os princípios espirituais referentes às publicações e sobre seu papel como mensageiros missionários. Os líderes e administradores receberam instruções sobre o processo de estruturação, recrutamento e preparo dos colportores, estabelecendo alvos para os próximos meses e iniciando uma escola para preparar interessados em atuar nessa área.

Profissionais se comprometem a fazer brilhar a luz da esperança em suas comunidades. (Foto: Erwin González)

“Este é um avanço extraordinário para o Ministério de Publicações em Cuba”, reforça González, que dirigiu o evento em Cuba. “As visitas de casa em casa para estudos bíblicos e qualquer promoção religiosa e de crenças não eram permitidas, salvo em uma área de cem metros ao redor de uma igreja”, explica.

A obra de publicações ganhou força em 2014, quando a região onde está a União Cubana, sede administrativa da Igreja para o território, encomendou e distribuiu 100 mil livros missionários chamados Mas allá de la imaginación (Além da Imaginação), de John T. Baldwin, L. James Gibson e Jerry D. Thomas.

“Muitos membros compraram os livros e os distribuíram pela Ilha”, lembra González.

Três alunos de Teologia se matricularam no Seminário Teológico de Cuba nessa época, dois do México e um da Guatemala, e começaram a compartilhar sua experiência como colportores com seus colegas de curso.

Risseldy Pillo, diretor de Publicações para a Igreja em Cuba, aponta que as pessoas estão sedentas por novos livros. Muitos pastores de outras denominações compraram caixas de livros adventistas para distribuir a seus membros.

“Nosso alvo é ter 50 colportores de tempo integral até o fim do ano e duplicar esse número até o fim do quinquênio”, Pillo enfatiza. O próximo passo depois do treinamento, sublinha González, é os colportores se tornarem parte da força tarefa da Igreja na ilha. [Equipe ANN, com informações de Dayamis Rodríguez]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox