Notícias Adventistas

De servidora pública a colportora

O projeto permite que em cada distrito seja designado ao menos um colportor para, também, ser auxiliar direto do pastor distrital

Daniela garante que atuar na colportagem é um chamado de Deus

Daniela garante que colportagem é um chamado de Deus

Montes Claros, MG… [ASN] Em 2013, Daniela Maria concorreu a uma das 20 vagas para o cargo de Assistente Executivo de Defesa Social na empresa SEDS – Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais na na penitenciária da cidade de Unaí, Noroeste do estado. Ela afirma que o concurso teve praticamente 200 pessoas para cada vaga. O seu esforço resultou em êxito, pois conseguiu pontos necessários para se tornar servidora pública.

Mesmo com a tão sonhada e desejada estabilidade, Daniela não sentia-se completamente realizada, pois sempre desejou “apressar a volta de Jesus, falando do seu amor pelas pessoas”. Na atividade que ela desempenhava, “não enxergava oportunidade de transmitir a mensagem de esperança”.

“Em uma certa oportunidade uma frase me chamou a atenção, ela dizia: Não há sucesso que vale o fracasso de uma família. Esta frase ficou em minha mente, até que dias atrás, recebi um chamado de Deus para dedicar meu tempo para a colportagem. Aceitei este chamado e vou pedir exoneração do meu cargo de servidora”, afirma de maneira convicta.

Capacitação

O processo de capacitação acontece na sede administrativa da Igreja Adventista para o Norte e Noroeste de MG

O processo de capacitação acontece na sede administrativa da Igreja Adventista para o Norte e Noroeste de MG

E Daniela iniciou neste domingo, 10 de julho, com outras pessoas, um treinamento para formação de novos colportores. A capacitação faz parte de um projeto desenvolvido pelo Ministério de Publicações da Igreja Adventista, que consiste ter em todos os distritos um colportor como uma figura de apoio ao pastor. O objetivo do projeto é que durante o dia, o colportor continue com suas atividades. Ou seja, venda os livros e obtenha seus ganhos dentro da mesma perspectiva que funciona até hoje no Ministério de Publicações da Igreja Adventista.

Pastor Sidnei Santos líder do Ministério de Publicações para o Norte e Noroeste de Minas Gerais, explica que o processo de capacitação e seleção durará três meses. Salienta ainda que o projeto permite que em cada distrito pastoral seja designado ao menos um colportor para, também, ser um auxiliar direto do pastor distrital para administrar os fiéis.

“A capacitação vai nos permitir selecionar 12 pessoas. É a chamada figura de apoio ao pastor distrital. Terão a incumbência levar esperança por meio da página impressa, obtendo com esta atividade um ganho financeiro, e é também a oportunidade de transmitir uma mensagem de amor e esperança, por meio das literaturas adventistas’, explica o pastor.

[Equipe ASN, Samuel Nunes] 

·

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox