Notícias Adventistas

Voluntários distribuem lanches e roupas quentes para moradores de rua em Porto Alegre

Última semana trouxe as temperaturas mais baixas do ano, o que preocupou voluntários.

Na última sexta–feira (21), grupo distribuiu centenas de lanches quentes e roupas no local.

Porto Alegre, RS… [ASN] Por volta das 20h, diversos carros estacionam em frente à Praça da Matriz, no centro de Porto Alegre e descarregam donativos. No local, dezenas de moradores de rua já estão esperando em grupos ou em fila, a distribuição de alimentos, roupas e cobertas quentes, que lhes ajudarão a enfrentar as baixas temperaturas do inverno no Rio Grande do Sul.

Leia também:

Bazar solidário aquece moradores de rua em Porto Alegre

A cena repete-se quase todas as sextas-feiras neste mesmo ponto, e em seguida, voluntários descem até a rua Borges de Medeiros onde fazem a entrega dos alimentos e demais doações, até o final do Viaduto Otávio Rocha. Há dois anos e meio, fiéis da igreja adventista de Viamão e Iguatemi, em Porto Alegre, realizam a ação, que já beneficiou centenas de moradores de rua.

“A gente entende que este é o nosso papel como cristãos, nos aproximarmos das pessoas e ajudá-las no que precisam”, explica Israel Acosta Braff, 28 anos, líder do projeto. “Já somos amigos deles, e agora, com a achegada do inverno, temos uma preocupação ainda maior suas necessidades”, acrescenta.

 

Em cada ação cerca de 100 a 150 moradores de rua são atendidos.

E a preocupação é tanta que além de aumentar as doações de agasalhos quentes, até o cardápio muda. No verão, são distribuídos sanduíches e sucos de fruta. Já no inverno, é a vez do chocolate quente, cachorro quente e sopas. Em determinadas ocasiões, também são feitas jantas com comida caseira.

Cerca de 20 pessoas participam de forma regular das ações, mas grupo total chega a ter até 60 voluntários. O objetivo destes participantes é ajudar os moradores de rua a mudarem suas condições de vida, por isso, oram, aconselham e compartilham mensagens bíblicas com cada um.

“Eu me sinto um pouco mais perto de Cristo ajudando as pessoas sem distinção ou preconceito, assim como Ele fez”, conta a voluntária Larissa Kellermann. Dois interessados já foram encaminhados para clínica de tratamento para reabilitação de dependentes químicos.

“Se não fosse vocês, se não fosse Deus tocar no coração de vocês para trazer alimentos, não sei o que seria de nós”, agradeceu Sergio Santos,  enquanto comia o seu lanche recém entregue. “Alguns poderiam estar presos por roubar, pedindo esmola, ou até mesmo mortos. É bom contar com essa ajuda”, completou.

Cezar Rodrigues, também morador de rua, está criando forças para abandonar as condições atuais e seguir um novo rumo. “Meu maior desejo é conseguir sair dessa vida, e depois quero tirar um por um deste lugar”, salienta.

Quem tiver interesse em participar das atividades ou ajudar o projeto através de doações, acompanhe as informações divulgadas na página de facebook Viver para Servir. [Equipe ASN, Andréia Silva, com fotos e informações de Bruno Simeoni]

Galeria de imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox