Notícias Adventistas

Grupo de jovens se reúne para doar sangue

Ação solidária resultou em 65 bolsas de sangue para um hospital de Goiânia, GO.

14045868_1294332697273828_6560921949551244792_n

Thayrine Vieira doa sangue há cada quatro meses.

Goiânia, GO… [ASN] Thayrine Vieira, 26 anos, doa sangue há cada quatro meses desde os 18 anos, além de ajudar como doadora de medula óssea. Ela faz parte de um grupo de jovens adventistas que se organizaram no último sábado, 20, para colaborar com o estoque de sangue do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira, HUGOL, de Goiânia, GO. O hospital atende mais de 75 mil pacientes por mês e entre eles, cerca de 800 precisam de transfusões de sangue.

A doação de sangue faz parte do projeto Vida por Vidas e tem o propósito de contribuir com aqueles que precisam de sangue, além de chamar a atenção das pessoas para a importância dessa ação.

Thayrine afirma que se sente realizada, mas percebe que pode fazer muito mais. “Eu gosto muito desses projetos da Igreja, isso é o mínimo que eu posso fazer para ajudar alguém, quem sabe esse sangue possa salvar a vida de uma pessoa, de uma criança”, destaca a voluntária.

De acordo com o pastor Eronildo Silva, diretor dos Jovens Adventistas de Goiás é magnífico ver uma juventude que tem o sangue bom envolvida em fazer o melhor, que é doar um pouco de si para os outros. “Para nós que estamos atuando na liderança é uma realização ver o jovem adventista envolvido nessa campanha de doação de sangue. E quanto mais jovens nós tivermos, melhor vai ser”, convoca Eronildo.

Jhonathan Marques também estava no local, ele doa sangue duas vezes por ano, ato que considera indispensável. “É muito importante doar sangue, ajudar o próximo, porque da mesma forma que alguém está precisando, amanhã eu posso precisar”, ressalta.

Ação solidária reuniu jovens de diversas Igrejas Adventistas da capital.

Ação solidária reuniu jovens de diversas Igrejas Adventistas da capital.

Ao todo, 65 bolsas de sangue foram doadas pelos jovens das 8 às 17h.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 93 milhões de bolsas são coletadas por ano em todo o mundo, mas esse número ainda é baixo. Em 173 países pesquisados, 77 têm menos de 1% da população como doadores. O ideal é que o número de bolsas coletadas regularmente em cada país corresponda de 1% a 3% da quantidade populacional.

Em 2015, segundo estatísticas do Ministério da Saúde, 1,9% dos brasileiros doaram sangue, mas ainda faltam bolsas em diversos hospitais do país. [Equipe ASN, Jéssica Veloso] Fotos: Colaborador local

Veja Também

WordPress Image Lightbox