Notícias Adventistas

Aldeia recebe 5,5 toneladas de alimentos do Mutirão de Natal

Comunidade Salto Kripé, no Tocantins, tem quase 500 moradores. Muitos não tem emprego e dependem do sustento vindo do plantio

14 de dezembro de 2016
Há 436 pessoas vivendo em Salto Kripé. Alimento é a maior necessidade por lá, porém falta vestuário, calçados e brinquedos para as crianças. (Foto: Fábio Abreu - IABC)

Há 436 pessoas vivendo em Salto Kripé. Alimento é a maior necessidade por lá, porém falta vestuário, calçados e brinquedos para as crianças (Foto: Fábio Abreu/IABC)

Palmas, TO… [ASN] Cerca de 108 famílias da aldeia Salto Kripé serão auxiliadas com 5,5 toneladas de alimentos arrecadados no “Natal Xerente”, ação que faz parte do Mutirão de Natal da Igreja Adventista do Sétimo Dia (Iasd). Localizada em Tocantínea, no Tocantins, a comunidade de nativos xerentes receberá as doações no sábado, dia 17.

Leia também:

Atualmente, há 436 pessoas vivendo em Salto Kripé, dentre elas 200 crianças, 16 mulheres grávidas e 50 idosos. Lá, alimento é a maior necessidade. Porém, falta vestuário, calçados e brinquedos para as crianças.

O sustento vem basicamente da roça e do trabalho com artesanato. Alguns habitantes possuem emprego, enquanto outros recebem auxílios do governo. Mas nem sempre a terra produz o suficiente ou a venda de souvenirs dá lucro. E quando isso acontece, “a situação aperta”, conforme relata o cacique Valci Sinã, líder da comunidade. “Algumas famílias são grandes, com mais de dez pessoas. Ocasionalmente não conseguimos suprir as necessidades de todos, e acaba pesando um pouco”, comenta.

Parceria em prol dos xerentes

Segundo Ester dos Anjos, coordenadora pedagógica da União Centro-Oeste Brasileira (Ucob), sede administrativa da Igreja Adventista para cinco Estados no País, a iniciativa de ajudar o povo de Salto Kripé surgiu em julho deste ano, logo depois de uma ação solidária realizada na aldeia por alunos do Instituto Adventista Brasil Central (IABC).

Donativos arrecadados pela Escola Adventista de Palmas deve compor um montante de 5,5 toneladas com doações vindas de Tocantins e Distrito Federal. (foto: EA Palmas)

Donativos arrecadados pela Escola Adventista de Palmas deve compor um montante de 5,5 toneladas com doações vindas de Tocantins e Distrito Federal (Foto: Escola Adventista de Palmas)

Percebendo a necessidade dos nativos, a Missão do Tocantins (MTo), escritório administrativo estadual da Igreja, e a Ucob, firmaram uma parceria. Foi formada então uma “força-tarefa” denominada “Natal Xerente”, que faria parte da campanha Mutirão de Natal, porém em prol dos nativos. O projeto também contou com o auxílio da Educação Adventista. “O resultado final foi surpreendente. A ideia era conseguir uma cesta básica para cada família, mas ultrapassamos esse objetivo.”, comemora Ester.

Só no Distrito Federal foram doadas três mil peças de roupas e montados vários kits de higiene pessoal. No dia 15 dezembro um caminhão com 3,5 toneladas de donativos saiu de Brasília com destino a Palmas para recolher mais 2 toneladas de doações. A estimativa é que a carga chegue à aldeia no sábado pela manhã.

O responsável pelo Mutirão de Natal no Tocantins, Alex Ramos, destacou outra conquista: estudantes das escolas adventistas aprenderam a cultivar o espírito altruísta. Muitos deles saíram de suas rotinas e colocaram em prática valores morais ensinados em sala de aula – como a solidariedade e o amor ao próximo. “É algo gratificante. A visão da nossa instituição é: ‘Ser igreja é ser amigo’; e isso é viver esse ideal na prática”, pontua Ramos. [Equipe ASN, Rafael Acosta]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox