Notícias Adventistas

Adventistas da Europa incentivam compaixão em meio à crise migratória

Igreja Adventista oferece orações nesse momento em que continente vive uma das piores crises migratórias de sua história.

crise

Mais de 300 mil imigrantes já arriscaram suas vidas tentando atravessar o Mediterrâneo neste ano, segundo as Nações Unidas. Em todo o ano passado, foram 219 mil pessoas.

Silver Spring, EUA … [ASN] A Igreja Adventista do Sétimo Dia na Europa pediu compaixão e oração em meio a uma crise em que centenas de migrantes fazem protestos na França e na Hungria por conta das mortes de pessoas que tentam deixar países em guerra para chegar até locais seguros.

Leia também:

Precisamos mais de Deus e menos de nós!

Aos milhares, migrantes desesperados e requerentes de asilo têm invadido a Europa a partir do Oriente Médio, África e Sul da Ásia neste verão, deixando o continente dividido sobre como lidar com eles.

“Somos todos filhos do mesmo Pai. Este é o momento de ficarmos juntos e compartilharmos o amor abundante de Deus por cada um de nós”, disse Mario Brito, presidente da Divisão Intereuropeia da Igreja Adventista. “Que o Senhor abençoe todos esses migrantes que sofrem. Que o Senhor nos dê um coração misericordioso”, complementou.

Na semana passada, centenas de migrantes bloquearam os trens de alta velocidade Eurostar que viajam entre Paris e Londres por ficarem nos trilhos perto do porto francês de Calais. Uma multidão enfurecida se acampou em uma estação de trem na capital da Hungria, Budapeste, exigindo ser autorizada a partir para a Alemanha.

O horror varreu a Europa quando fotos de uma criança afogada e levada pelas ondas à costa turca esta semana se espalharam pela internet. Autoridades turcas disseram que a criança estava entre um grupo de 23 migrantes que tentavam fugir para a Grécia em dois barcos. Pelo menos 12 dos migrantes se afogaram quando um barco afundou.

A Divisão Intereuropeia disse que a história dos migrantes “é a nossa história”. “Acreditamos que essas pessoas estão fazendo o que qualquer um de nós faria se tivesse uma oportunidade de uma vida melhor para nossas famílias e crianças”, disse o departamento de comunicações da divisão. “Eles assumem o risco de vir para cá; muitos deles são extremamente pobres e estão reivindicando de volta sua dignidade como seres humanos”, afirma.

O departamento apontou para as palavras de Jesus em Mateus 25:34-36 como um guia para saber como tratar os migrantes. A passagem diz: “Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’”.

Os líderes adventistas se comprometeram a orar pelas autoridades da União Europeia enquanto elas lutam com a crise de migrantes.

“Os europeus estão, naturalmente, certos de demandar uma melhor segurança das fronteiras e uma melhor prevenção do tráfico de seres humanos”, diz o comunicado. “Por outro lado, reconhecemos a dificuldade de gerir esta enorme crise humanitária e prometemos, portanto, orar pelas autoridades competentes”. [Equipe ASN, com reportagem de Andrew McChesney, da Adventist Review]

Clique aqui e veja infográfico feito pelo jornal Económico, de Portugal, sobre a crise migratória.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox