Notícias Adventistas

Acadêmicos participam de iniciativas sociais e beneficiam mais de 200 paranaenses

No Instituto Adventista Paranaense, a semana de Responsabilidade Social é uma oportunidade de pôr em prática projetos elaborados em sala de aula

Alunos de enfermagem aprendem na prática o valor de se doar  ao próximo

Alunos de enfermagem do IAP aprendem na prática o valor de se doar em favor do próximo

Ivatuba,PR…[ASN] Entre os dias 17 e 19 de setembro foi realizada uma série de atividades com a participação dos alunos do ensino superior do Instituto Adventista Paranaense, IAP. Durante a semana da Responsabilidade Social houveram palestras, encenações e muita prática.

24 alunos do segundo ano de enfermagem receberam uma aula de superação ao visitarem a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, APAE, no município de Floresta-PR, na última quinta-feira (18).  O intuito inicial era dar dicas de alimentação, desenvolver atividades de integração com os pequenos e participar de uma aula de equoterapia, terapia com cavalos. “Aprendemos mais com eles do que eles com a gente. Foi uma experiência incrível”, relata Luara Melo, aluna do segundo ano de enfermagem do IAP.

Experiências – Além disso, os alunos puderam conhecer histórias como a de José. Uma criança esperta, que necessita de cuidados especiais. Portador de uma deficiência mental sofria muito com a zombaria de alguns colegas da escola que o apelidaram de “Zé Bolacha”. Isso o deixava muito triste e até agressivo. Afastado da escola recebeu a visita de uma educadora da APAE, do município de Floresta – PR, convidando- o a realizar atividades com uma turma especial.

A pedagoga, Mara Cristiane Baqueta, conta que o progresso de José foi recompensador. Hoje, ele faz sociabilização em uma escola municipal de ensino básico, duas vezes por semana. Pelo asseio e autocontrole adquiridos, o garoto conquistou até o respeito das crianças. “Nosso maior desafio com a educação especial é externo. Muitas pessoas impõe um certo preconceito. Mas na área pedagógica, os desafios são poucos, bem maior é a gratificação”, relata.

De acordo com a psicóloga, Francislaine Caroline Gesualdo, a presença de visitantes contribui para o desenvolvimento dessas crianças. “Ficamos muito felizes com visitas como esta, porque esse contato é muito importante para socialização dos nossos alunos. Muitos não têm essa oportunidade fora de casa. Receber visitas de pessoas dispostas a trabalhar com eles é vital”, explica.

As crianças não foram as únicas beneficiadas com a ida dos alunos de enfermagem do IAP, os  colaboradores da APAE, presentes naquele período, também receberam atendimento – com massagens e avaliação do nível de estresse.

Orientações – Sob a coordenação da diretora de pesquisa e extensão do IAP, Noely Cibeli dos Santos e a parceria a 15 alunos do quarto ano de enfermagem e outros três professores, participaram da feira Mais Saúde promovida pela Empresa Junior do curso de Farmácia da Universidade Estadual de Maringá, UEM.

Os que paravam no stand “Reciclando ideias sobre alimentação e câncer”, recebiam orientações práticas sobre os agentes carcinogênicos, principalmente os relacionados à alimentação. Na ocasião, 177 pessoas foram atendidas pelos formandos.  Como um aluno de química da UEM, que após orientações pôde relacionar o tema à sua área de estudo. “Eu não conhecia a ação desses agentes químicos na formação do câncer. Me despertou para estudar mais sobre o assunto. Vou até sugeri para a direção do curso uma oficina ou algum curso, pois estudamos química, no máximo bioquímica, mas não o que os agentes químicos podem fazer no nosso organismo”, afirma. [Equipe ASN, Carolina Perez]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox