Notícias Adventistas

Projeto alerta mineiros sobre o turismo sexual

Mulheres, aventureiros e desbravadores realizam ações em Juiz de Fora.

8 de setembro de 2014
Oração também foi oferecida no centro da praça

Oração também foi oferecida no centro da praça

Juiz de Fora, MG… [ASN] Segundo estatísticas do serviço do Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos (SDH), houve uma queda no número de denúncias recebidas por telefone entre 2013 e 2012. A explicação principal para a queda ainda é o medo do abusador, que impede a vítima de denunciar.

Para amenizar esse problema, desbravadores, aventureiros e mulheres saíram às ruas de Juiz de Fora, Minas Gerais, no sábado, 6 de setembro, para alertar moradores sobre o turismo sexual de crianças e mulheres, que vem aumentando a cada ano.

A movimentação aconteceu na Praça da Estação, uma das principais da cidade, com distribuição de mais de 30 mil panfletos e cerca de 3 mil revistas sobre o projeto, aferição de pressão, tenda de aconselhamento com psicóloga e oração grátis.

O comerciante Márcio Américo recebeu panfletos sobre o projeto e achou a iniciativa diferente. “É algo que a gente não vê todos os dias e alertar sobre o assunto é realmente importante, pois dá suporte à vítima”, opina.

Segundo a organizadora do evento no sul de Minas Gerais, Edjânia Oliveira, esse projeto, Quebrando o Silêncio, é uma iniciativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia, existe há 12 anos e está presente em oito países da América do Sul. “Nós queremos quebrar o silêncio das pessoas que sofrem com a violência. As mulheres, crianças e os idosos são os maiores prejudicados, mas levar materiais que orientam que a vítima deve denunciar já ajuda”, explica. [Equipe ASN, Vanessa Lemes]

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox