Notícias Adventistas

Missão Calebe evangeliza em Serra Pelada

12 jovens de Marabá viajaram cerca de 150 quilômetros e evangelizaram uma região que ainda vive a febre do ouro.

Jovens de Marabá evangelizam a Serra Pelada, no sudeste do Pará.

Jovens de Marabá evangelizam a Serra Pelada, no sudeste do Pará.

Marabá, PA… [ASN] É com sorriso estampado no rosto que Sílvia conta por que ela e sua família decidiram se batizar durante a Missão Calebe. Esposo e filhos se uniram à dona de casa e estudaram a Bíblia com os jovens missionários. “Porque eu queria trazer minha família pra ser abençoada junto comigo. Eu não queria ser abençoada sozinha e deixar minha família no caminho errado”, revela a dona de casa.

Sílvia (esq.) não tomou a decisão sozinha.

Sílvia (esq.) não tomou a decisão sozinha.

Sílvia mora em Serra Pelada, região conhecida no mundo todo por causa do ouro enterrado em seu subsolo. Nos anos 80, o mineral foi extraído aos montes por garimpeiros. Uma parte deles mora até hoje no local, na esperança de ainda encontrar algum resquício do ouro.

A Missão Calebe chegou na região no início de julho. 12 jovens de Marabá viajaram cerca de 150 quilômetros e passaram quase um mês longe de suas famílias. Diariamente, visitavam os moradores, faziam amizade com eles; se esforçaram ao máximo para mostrar que as pessoas dali precisam deixar o passado para trás e ter esperança em Jesus Cristo. “A real esperança eles receberam agora com a vinda dos Calebes. Os Calebes trouxeram para eles uma alegria que eles não estavam tendo. E graças a Deus, a vinda dos Calebes, a pregação do evangelho fez com que eles entendesse que a verdadeira esperança continua sendo Jesus. É a nossa única esperança”, conta o pastor Francisco Diassis, que lidera o distrito de Curionópolis.

Sóstenes Pinho é ancião da única Igreja Adventista do Sétimo Dia de Serra Pelada e foi o anfitrião dos jovens Calebes. Para ele, a missão foi imprescindível para motivar os moradores a crer em Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. “Foi maravilhoso ver os Calebes chegando. A gente sabia que ia ser uma situação legal, diferente. A gente ainda não tinha visto algo do tipo. É lindo ver Deus trabalhar, Deus atuar. Isso já é o impulso que a gente precisa para fundar uma nova igreja”, afirma Sóstenes.

O local de reuniões foi cedido gentilmente à Igreja Adventista do Sétimo Dia.

O local de reuniões foi cedido gentilmente à Igreja Adventista do Sétimo Dia.

O local dos encontros diários foi no auditório da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada, cedida gentilmente para a Igreja Adventista do Sétimo Dia. O vice-presidente da cooperativa, Ariel Costa, elogia o trabalho dos jovens: “Estou sinceramente satisfeito e feliz por ver o resultado do trabalho desses jovens tão entusiastas. E, realmente, foi um trabalho bastante positivo, que a gente pode ver o resultado também satisfatório. E que Deus, com certeza, está alegre pelo trabalho que vêm realizando. Principalmente as pessoas que aceitaram o batismo como um fruto do esforço e do trabalho da equipe dos Calebes”.

A Luciana Monte Palma é a líder destes Calebes e conta que está muito satisfeita com o alcance da missão em Serra Pelada. “É um lugar em que as pessoas têm colocado a sua esperança em tesouros terrenos, no ouro desta terra. E as pessoas precisavam e precisam, ainda, de uma nova esperança. Então, nós viemos aqui trazer para eles a mensagem de Cristo, que a nossa única esperança é Jesus”, afirma Luciana. [Equipe ASN, Vandilson Junior]

Assista a reportagem completa:

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox