Notícias Adventistas

Encontro de anciãos ajuda a compreender ministério

“A união dos departamentos é o que faz o crescimento da igreja”

Pastor Edison Choque dando palestra no Encontro de Anciãos e Professores.

Pastor Edison Choque dando palestra no Encontro de Anciãos e Professores.

São Paulo, SP… [ASN]  Uma escola Sabatina forte é sinônimo de uma igreja forte, igreja engajada e atuante e saber administrá-la é essencial para se ter um resultado satisfatório na igreja. Pensando nisso, a sede regional da Igreja Adventista do Sétimo Dia para a região central de São Paulo (Associação Paulistana), realizou o Encontro de Anciãos na Igreja Central da Paulistana.

“A Igreja Adventista tem uma missão, é um corpo de Cristo. Mas, naturalmente todo esse corpo deve estar interconectado, os departamentos da igreja têm apenas um único objetivo, que é pregar o evangelho de Jesus Cristo”, explica Edilson Valiante, Líder de Anciãos do Estado de São Paulo.

Leia também:

O encontro reuniu cerca de 350 anciãos e líderes de escola sabatina, com o intuito de mostra-los que ele não é apenas um administrador da igreja, mas sim ajuda-los a compreender o propósito para o ministério e para entenderem seu papel de discípulo na igreja e em suas respectivas classes.

“Nós procuramos conscientizar os anciãos de que não estamos focados apenas em uma determinada área, mas deve dar suporte para todo programa da igreja. E esses encontros estão sendo muito úteis para despertar o ancionato, para focalizar algumas áreas mais sensíveis da igreja”, diz o Pastor Ronaldo de Oliveira, Ministerial da AP.

O principal objetivo do encontro foi buscar unir o ancionato aos demais departamentos da igreja, e como sua atuação pode contribuir de forma positiva para que a espiritualidade da igreja melhore por meio desse ministério.

Alguns membros da igreja, junto com os professores da Escola Sabatina, também participaram do encontro, mostrando-se satisfeitos em saber quais os propósitos e as melhoras que serão feitas. “ A união dos departamentos é o que faz o crescimento da igreja”, ressalta Cleide Melo, Comunidade Kibo no Niwa. [Equipe ASN, Tainá Macedo]

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox