Notícias Adventistas

Calebes ajudam homem a superar depressão profunda

Rapaz em Morro Grande havia tentado suicídio poucos dias antes e os jovens adventistas estão o ajudando a melhorar

Calebes quebraram as barreiras da comunidade com a mensagem adventista

Por Daniel Gonçalves

 

São 95 equipes de calebes que estão fazendo a diferença na região centro sul de Santa Catarina. No extremo sul do Estado cerca de 22 jovens voluntários estão na cidade de Morro Grande, e os números mostram um pouco do empenho do grupo. Foram 130 serenatas, 90 estudos bíblicos iniciados, uma Semana de Saúde, 25 visitas e limpeza e pintura do hospital da cidade. Praticamente toda a cidade foi alcançada de alguma foram, já que são 2.890 habitantes segundo censo do IBGE 2010.

Mas os números não são comparados com as histórias de pessoas transformadas. Em um das serenatas, ao bater na porta de um rapaz, os calebes se depararam com uma pessoa angustiada. Demas (18 anos), Renan (20 anos), Luana (17 anos) e Emilly (15 anos) tomaram a frente e conversaram com o homem. “Ele disse que estava precisando da visita. Ele estava com depressão porque sua esposa havia deixado ele e levado seu único filho”, explica Demas Maciel. Os calebes então entregaram um livro missionário, que trata exatamente sobre doenças psicológicas, e oraram com ele. Logo, o rapaz aceitou estudar a Bíblia.

“Ele veio nas palestras essa semana e está começando a estudar a Bíblia. Mas o que mais nos impressionou foi que, de acordo com a vizinhança, esse rapaz havia tentado o suicídio há duas semanas, mas depois do nosso contato e das palestras ele está aparentando uma mudança de comportamento. Hoje ele está mais feliz, motivado e já pensa até em constituir uma família novamente”, acrescenta Jorge Rosa, pastor na região.

O projeto Missão Calebe estará encerrando essa etapa neste sábado, mas o trabalho irá continuar com a liderança do irmão Nevani Daniel. Nascido na cidade, ele voltou há quatro anos para a localidade para aproveitar a aposentadoria e evangelizar as pessoas do município. “Eu venho trabalhando forte nesses quatro anos, mas foi o trabalho desses calebes que enfim conseguiu quebrar o preconceito sobre a Igreja Adventista. Agora as pessoas estão mais abertas a mensagem”, explica Nevani.

“Nós plantamos a mensagem em Morro Grande, mas que vem colher é Jesus”, conclui Adeline Bello, uma das líderes do grupo.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox