Notícias Adventistas

Alunos transformam lixo em móveis e são destaque na imprensa

Eles montaram uma casa decorada com itens feitos de material reciclado e receberam a visita de quatro emissoras de TV

Cozinha

Na cozinha, restos de obra e garrafas de vidro viraram destaque na decoração.

Você compraria um sofá feito de pallet ou caixas de leite? E um armário feito de caixas de verdura? Já pensou em colocar um pneu de carro no lugar da cuba de louça do seu banheiro?  Pode até parecer estranho, mas esses itens podem virar artigo de luxo dentro de uma casa, além de colaborar para a preservação do meio ambiente. Isso é o que vai mostrou a Casa Cor CAV, exposição promovida pelo Colégio Adventista de Vitória (CAV), entre os dias 8, 9 e 10 de junho. Em alusão à Semana do Meio Ambiente, os alunos produziram peças e móveis com materiais que iriam para o lixo.

O resultado foi uma casa inteira construída com garrafas PET, tampinhas, caixas de leite, cizal, pallet, rolo de papel higiênico, jornal, papelão, canos de PVC e muito mais. A residência contou com sala, cozinha, quarto do casal, quarto do adolescente, cozinha, lavanderia, jardim e até laguinho com deck.

TV Gazeta cobre Casa Cor

Afiliada da Globo exibiu a criatividade dos alunos em link ao vivo, por mais de cinco minutos.

A imprensa capixaba marcou presença na exposição. A TV Gazeta, afiliada da Globo, fez entrada ao vivo da casa sustentável para o jornal ESTV 1ª Edição. O repórter ouviu alunos e professores, mostrando todos os ambientes produzidos. Foram mais de cinco minutos de matéria.

Também fizeram reportagem a TV Vitória, afiliada da Record; a Rede TV e TV Record News. Os sites ESHOJE e Revista Comunhão, além da Revista Sim, também divulgaram matérias sobre o tema.

Do lixo ao luxo

Todas as peças da casa pelos próprios alunos, do ensino infantil ao médio, que arrecadaram o material reciclável com a família e trouxeram à escola. Segundo o diretor do CAV, Marcelo Queiroz, o objetivo foi envolver os alunos num projeto que destaca a importância da preservação do planeta. “ Cresce a população mundial, a industrial e, consequentemente, a quantidade de resíduos orgânicos e inorgânicos produzidos pela sociedade. Daí a importância de reciclar, beneficiando a saúde do planeta e bem estar das pessoas”, explica Queiroz.

Horta

A casa contou com uma parte externa, com destaque para uma horta feita com pallet suspenso, garrafas PET, pneu e potes de sabão líquido.

A exposição foi aberta ao público e surpreendeu muita gente. Foi o caso da enfermeira Juliani Maciel, que ficou encantada com os detalhes. “ Eu achei muito criativo com o trabalho deles, bem diferente. Acho uma proposta interessante para desenvolver a criatividade nas crianças”, disse.

O advogado Filipe de Oliveira também participou da mostra e destacou o exercício de imaginação dos pequenos arquitetos. “ Fiquei impressionado com a variedade das ideias. Desenvolve, além da consciência ambiental, uma habilidade e imaginar e criar”, explicou.

Confira as reportagens:

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox