Notícias Adventistas

Liberdade Religiosa é tema de encontro no norte do Brasil

O encontro disseminou o conceito, relembrou a história e incentivou novas ações para promoção e defesa da Liberdade Religiosa.

IMG_0296

Na foto o Juiz Vanderley Oliveira, que mencionou casos judiciais em favor da Liberdade Religiosa.

Benevides, PA…[ASN] A filosofia confessional da Educação Adventista segue o princípio bíblico da liberdade e respeito, e a guarda do sábado é um destes temas, por isso o sétimo dia é separado para adoração e o calendário letivo necessita de aulas extras aos domingos já que durante o sábado não são realizadas atividades escolares. No entanto, a rede de Educação Adventista no Pará enfrentou uma proibição prevista em convenção coletiva de sindicato. Foi aí que o departamento de Liberdade Religiosa da sede da Igreja Adventista para os estados do Pará, Amapá e Maranhão, a União Norte Brasileira (UNB), entrou em ação e solicitou o direito de ministrar aulas aos domingos. Como resultado, a convenção coletiva dos professores e empregados de escolas particulares do Estado do Pará  incluiu na convenção coletiva seis domingos do ano para o trabalho letivo. “Entendemos que vocês buscam seguir os valores e preceitos da bíblia, e isso é um direito de vocês, por isso respondemos à solicitação de forma positiva”, explicou Renato Giordano, representante do sindicato das escolas do Pará.

“Foi uma vitória para a liberdade religiosa dos nossos alunos e professores”, comentou o advogado João Fonseca, líder de Liberdade Religiosa na UNB. No último sábado, dia 20, essa conquista das Escolas Adventistas e outros casos judiciais dessa área foram relatados durante o I Encontro de Liberdade Religiosa da UNB, que teve o objetivo de disseminar o conceito da liberdade a fim de divulgar, promover e defender ações da área na região. “A defesa legítima da Liberdade Religiosa é o respeito da crença do outro, independente de qual seja”, explicou Dr. João, após citar o artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos: “toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião”.

O I Encontro de Liberdade Religiosa contou com a presença de autoridades civis, eclesiásticas e jurídicas da região, estudantes de teologia da Faculdade Adventista da Amazônia, líderes das igrejas e interessados na área.  O evento relembrou a história da Liberdade Religiosa e apresentou os projetos da Igreja Adventista no norte do Brasil para essa área, por meio dos representantes do Hospital Adventista de Belém, da Associação Norte Pará e da Missão Pará Amapá. Durante o evento o Deputado Estadual Dr. Jaques Neves, médico cardiologista que é adventista, relacionou algumas conquistas importantes adquiridas junto à Assembleia Legislativa na defesa e promoção da Liberdade Religiosa. O Juiz Vanderley Oliveira, que também é adventista, falou sobre a eliminação de todas as formas de intolerância e discriminação baseadas em religião. “Liberdade religiosa é a mãe de todas as liberdades”, afirmou.

No final do evento, Hélio Carnassale, líder de Liberdade Religiosa para oito países sul americanos, explicou que o propósito do departamento é dar visibilidade à igreja na esfera pública para que a igreja e seus serviços alcancem uma posição de credibilidade, confiança e relevância na sociedade. “A nossa Igreja defende uma Liberdade Religiosa inclusiva, uma liberdade que seja para todos, independente das diferenças doutrinárias, ideológicas ou filosóficas”, concluiu. [Equipe ASN, Alínic Teles; Fotos: Maurício Brito]

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox