Notícias Adventistas

República Dominicana sedia evento mundial de Liberdade Religiosa

Congresso acontece sob coordenação da Associação Internacional para a Defesa da Liberdade Religiosa.República Dominicana… [ASN] Funcionários de governo e especialistas em Liberdade Religiosa de todas as partes do mundo, como Rússia, Jordânia, Espanha, Zâmbia, Austrália e Coréia chegaram à República Dominicana para uma reunião internacional de defensores da Liberdade Religiosa. Mais de 900 pessoas, representando aproximadamente 65 países, estão assistindo ao Congresso Mundial sobre o assunto, que teve início na manhã de hoje, 24 de abril, na cidade de Punta Cana.
“Não conheço outro evento como este, que reúna a um grupo tão grande e diverso de pessoas dedicadas à promoção de uma das liberdades mais básicas do ser humano – o direito a crer ou não crer,” disse John Graz, secretário geral da Associação Internacional para a Defesa da Liberdade Religiosa, com sede em Washington D.C., e que é o responsável pela organização do evento.

Entre as pessoas que estão assistindo ao Congresso está o Embaixador Robert Seiple, o primeiro embaixador especial dos Estados Unidos para a liberdade de culto, e o Secretário Sergey Melnikov, de Moscou, que representa o presidente da Rússia. Outros funcionários de governo que estarão presentes são os Senadores Aurekio Iragorri e Charles Schultz, ambos da Colômbia, o Primeiro Ministro Gerrit Schotte, de Curaçao, e Brent Symonette, vice-ministro e Ministro de Assuntos Exteriores das Bahamas.

O evento atraiu a líderes religiosos de diversas religiões. O Dr. Neville Callma, secretário geral da Aliança Mundial Batista falará aos assistentes do Congresso junto com o Dr. Larry Miller, secretário do Fórum Global Cristão – uma organização que representa cerca de 100 milhões de cristãos em todo o mundo. Também falará, na quinta-feira, o pastor Ted Wilson, presidente da igreja Adventista do Sétimo Dia, que conta com 17 milhões de membros.

“Pessoalmente creio que há um grande interesse neste Congresso porque existe um reconhecimento mundial de que a religião é cada vez mais uma força poderosa na sociedade – para o bem ou para o mal”, disse Graz. “Para o futuro da estabilidade geopolítica, temos que aprender a nos relacionarmos bem com os demais, independentemente de nossas crenças. O respeito e a tolerância, e mais importante ainda, o reconhecimento de que cada pessoa tem direito a definir suas próprias crenças, são as bases de um futuro mais pacífico. Para isso viemos até aqui, para reiterar nosso compromisso”.

O congresso mundial, realizado a cada cinco anos, reúne juristas, líderes religiosos, peritos, organismos não governamentais e defensores da liberdade religiosa. O tema central do evento deste ano, “Laicismo e liberdade religiosa – Um conflito ou uma aliança?” põe em pauta um assunto que suscita uma crescente preocupação para os defensores da liberdade religiosa.

Este evento é organizado e patrocinado pela Associação Internacional para a Defesa da Liberdade Religiosa – uma organização não sectária, fundada em 1893, que se dedica a defesa e promoção da liberdade religiosa das pessoas de todas as confissões (www.irla.org). [Equipe ASN – Silvestre González Tabar e Bettina Krause]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox