Notícias Adventistas

Membros e líderes interagem em programa na região central do Rio Grande do Sul

Atividade acontece com visita dos pastores e administradores às regiões.

Atividade acontece com visita dos pastores e administradores às regiões.

Pastor Moisés Mattos, presidente da Igreja Adventista na região central do Rio Grande do Sul, conversa com os membros da igreja.

Porto Alegre, RS…[ASN] A cada ano, a Igreja Adventista na região central do Rio Grande do Sul separa um momento para que líderes e membros conheçam, com mais propriedade e clareza, detalhes sobre ações ocorridas em seu escritório sede. Pastores e administradores da Associação Central Sul-rio-grandense (ACSR) se dirigiram, nesta semana, às regiões da Grande Porto Alegre, Serra Gaúcha e Vales dos Sinos, para a realização de mais uma edição do programa “Conversas Administrativas”. Durante as reuniões, um relatório de atividades dos Ministérios e, inclusive, do setor financeiro, é apresentado aos participantes.

Diante de dados apresentados, os participantes tem a chance de serem avaliadores das ações, seja questionando e/ou sugerindo novos métodos ou reestruturação de alguns deles. Além disto, uma pesquisa qualitativa também é respondida nestas reuniões, o que resultou neste ano, em três níveis relacionados à atuação da entidade: boa, muito boa e ótima.

As áreas religiosa, educacional e de publicações, receberam destaque junto aos líderes das igrejas, assim como a capacidade de investimento em novos projetos.

De acordo com o pastor Moisés Mattos, presidente da Igreja Adventista na região central do Rio Grande do Sul, os avaliadores ressaltaram o fato de que os projetos da sede administrativa estão na direção correta, e ainda, que a ênfase na área evangelística tem sido sempre bem-vinda.

Outro fator de destaque, que se repete em 2013 por conta de sua ampliação, é a expansão da TV Novo Tempo, que chegou a cinco novos locais, somando, em torno de 4 milhões de pessoas alcançadas pelo canal aberto. A programação da TV Novo Tempo é responsável por uma inúmera série de conversões a Igreja Adventista na região central do Rio Grande do Sul.

Em relação às sugestões dadas por avaliadores, seis podem ser destacadas como formas de dar mais fôlego a influencia das atividades da sede administrativa junto ao trabalho das igrejas. Entre elas, podem ser listadas:

1-    Continuidade ao programa: de acordo com participantes, as reuniões do projeto “Conversas administrativas” demonstram transparência e tornam o trabalho de lideres e membros ainda mais participativo.

2-    Treinamentos regionais de aprimoramento: promover mais capacitações nas regiões para os diversos departamentos, evitando maiores gastos e deslocamentos.

3-    Construção e adequação de igrejas: embora se reconheçam grandes avanços na área patrimonial, existe a necessidade de continuar investindo tanto na construção de novos templos, quanto na adequação dos já existentes.

4-    Evangelismo leigo: continuar apoiando o trabalho dos evangelistas voluntários e ajudar na formação de pregadores voluntários.

5-    TV Novo Tempo: continuar investindo na expansão do canal de esperança.

6-    Evangelismo em grandes cidades: trabalhar para a abertura de igrejas em bairros novos nos grandes centros urbanos.

 

Estes e outros pontos serão discutidos no mês de setembro, durante reuniões de planejamento de ações do escritório-sede na região central gaúcha para 2014.

Para Mattos, um dos coordenadores do programa, a reação positiva dos líderes das igrejas diante do método de interação resultará em nova edição da iniciativa em 2014. [Equipe ASN, Willian Vieira]

 

Notícias Relacionadas


Comentários

WordPress Image Lightbox