Notícias Adventistas

Líderes pedem oração por familiares de vítimas de ataque no Egito

Mais de 300 pessoas foram mortas, incluindo 27 crianças. Mais de 120 ficaram feridos no atentado contra mesquita

Por ChanMin Chung

Adventistas se solidarizam com familiares afetados por ataque

Os adventistas do sétimo dia no Egito, Oriente Médio e Norte da África lamentam as vítimas inocentes da bomba hedionda e do ataque armado em uma mesquita de Sufi, no norte do Sinai, no dia 24 de novembro. Mais de 300 pessoas morreram, de acordo com o procurador do Egito. Pouco mais de 120 ficaram feridas, incluindo crianças.

Leia também:

Rick McEdward, que preside a Igreja Adventista do Sétimo Dia na região, condena veementemente o hediondo atentado terrorista durante as orações da sexta-feira, na cidade de Bir al-Abed. “Nossas orações estão com as famílias e com todos os egípcios durante esses tempos difíceis. Que Deus esteja com todos”, acrescentou McEdward.

Este é o quarto maior ataque contra pessoas inocentes ocorrido no Egito neste ano. Os terroristas mataram 29 coptas, no dia 26 de maio, e 46 coptas em dois ataques a bomba, durante o culto na igreja, nas cidades do norte de Alexandria e Tanta, no dia 9 de abril.

Os líderes adventistas no território do Oriente Médico e Norte da África pedem aos membros da Igreja para orarem pelas famílias daqueles que perderam a vida e pela plena recuperação dos feridos. “A única solução durante momentos como estes é orar fervorosamente pela paz e pelo conforto que Deus nos pode dar”, lembrou McEdward.

O ataque aconteceu em uma zona de conflito que fica distante dos grandes centros urbanos. Após a tragédia, o presidente do país decretou três dias de luto.

 

Veja Também


Comentários

WordPress Image Lightbox